A Ford divulgou o segundo podcast da série sobre o Territory, revelando detalhes do desenvolvimento de engenharia do novo SUV e como ele foi refinado para atender as preferências do consumidor brasileiro. Dois executivos da Ford América do Sul, Natan Vieira, vice-presidente de Marketing, Vendas e Serviços, e Alex Machado, diretor de Desenvolvimento do Produto, participam da entrevista – veja aqui.

“Os SUVs médios são hoje o sonho de consumo da maioria dos brasileiros e têm aumentado a participação nas vendas. Portanto, é um segmento importante tanto em termos de volume como para a imagem da marca. O Territory foi desenvolvido para ser referência em conforto, conectividade e tecnologia e vem preparado para brigar com os líderes da categoria”, diz Natan Vieira.

O executivo, com 1,95 m de altura, conta que o espaço interno o surpreendeu ao conhecer o veículo. “Eu estava junto com um diretor da mesma altura, olhamos um para o outro e começamos a dar risada. O Territory é muito espaçoso, tanto na frente como atrás. Além disso o banco é superconfortável e o console elevado deixa os comandos à mão.”

Alex Machado explica o trabalho feito pela engenharia brasileira, que mudou e refinou vários aspectos do veículo para o nosso mercado. Segundo ele, em termos de comportamento dinâmico trata-se de um carro muito diferente do vendido na China. “Para nós, de engenharia, esse veículo trouxe um nivel de conteúdo tecnológico e inovação que cria uma diferenciação muito relevante comparado ao que já existe no mercado”, diz.

As mudanças incluíram desde o desenvolvimento de calibrações específicas do motor, da transmissão e da suspensão, até detalhes de acabamento. “Nós chegamos a trocar componentes químicos de alguns materiais da cabine para ela ter o mesmo cheiro que o consumidor brasileiro está acostumado a encontrar nos nossos carros daqui”, diz.

Machado fala também sobre o nível de qualidade do Territory. “Quando a Ford coloca o oval azul na grade de um veículo, é porque ele tem o nosso DNA. Ele é produzido na fábrica de Xiaolan, na China, a mesma onde são feitos o Everest, a Transit e a Transit Tourneo, produtos globais de reconhecida qualidade, seguindo os mesmos padrões de todas as unidades da Ford no mundo. É realmente um produto espetacular.”

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA premia fornecedores em 20 categorias e prevê que mercado vai acelerar recuperação

Cenário é de crescente necessidade de localização de produção de componentes e subcomponen…