A Ford reuniu a imprensa em Teresina para apresentar o novo grupo que assume a Ford Caminhões no Estado do Piauí. O empresário Jorge Batista reativa as atividades da marca com a concessionária Mutum. O Diretor de Marketing da Ford, Antônio Baltar e o Diretor de Operações na América do Sul, João Pimentel, falaram do crescimento da marca no mercado brasileiro. No acumulado do ano, cresceu 5,6% nos emplacamentos, comparado ao mesmo período de 2014. A participação de mercado cresceu 18,9%. A notícia boa para a Ford é que a mesma foi a que mais cresceu, dando sequência à série de resultados melhores que os da indústria em 2015.
Quando o assunto é o segmento de caminhões, méritos para a montadora que apostou na volta da série F, com o F-4000. No Piauí, com apenas 4 meses de atuação, a Ford quase dobrou a sua participação no mercado de caminhões em comparação com o ano passado, de 9,1% para o nível atual de 17%. Esse resultado já reflete a atuação do novo grupo na região, trazendo grande credibilidade e foco no negócio e também o desempenho forte da linha de caminhões leves da Ford, líder de mercado com os modelos Cargo 816, Cargo 1119 e a Nova Série F – formada pelos F-350, F-4000 e F-4000 4×4. Segundo o diretor da Mutum, Sabino Costa, o trabalho será voltado para alcançar a marca dos 22%, até 2016.
 
“O Grupo Jorge Batista é um dos mais renomados do Nordeste, já firmou sua imagem como distribuidor da Ford Caminhões no Maranhão e agora está expandindo suas operações no Piauí, mostrando sua confiança no Nordeste e no Brasil”, disse João Pimentel. 
Mercado
O F-4000, um dos caminhões mais tradicionais do Brasil, está sendo muito bem aceito pelas suas características de robustez e versatilidade. Com peso bruto total de 6.800 kg e cabine convencional, ele une capacidade de carga e conforto para os ocupantes. “Por isso, além de eficiente no trabalho, muitos clientes o utilizam para o transporte da família nos fins de semana. Na versão 4×4, ele agrega ainda mais capacidade para rodagem em terrenos difíceis, sendo muito utilizado em serviços como manutenção de redes elétricas, aplicações rurais diversas, suporte na mineração e construção civil”, destaca Antonio Baltar. 
O Cargo 816 é um dos caminhões leves preferidos para uso urbano, no transporte de cargas e mercadorias. Tem PBT de 8.250 kg, capacidade máxima de tração de 11.000 kg e dispõe de três opções de distância entre-eixos que facilitam a adequação a diferentes aplicações. O Cargo 1119, lançado no ano passado, é o caminhão leve com a maior potência e capacidade de carga do mercado. Com peso bruto total de 10.510 kg e motor Cummins de 189 cv, conquistou rapidamente a preferência de vários transportadores.
Já o F-350, com peso bruto total de 4.500 kg, é o caminhão semileve mais vendido do Brasil. Entre outras aplicações, é usado no transporte de hortifrútis, entregas fracionadas, serviços de manutenção e distribuição comercial.
Esses e outros modelos da Ford – que tem hoje uma das linhas de caminhões mais completas do mercado, dos semileves aos extrapesados – podem ser encontrados na Mutum Caminhões em Teresina. Como por exemplo, o trucado Cargo 2429 (6×2) equipado com o renomado motor Cummins de seis cilindros e 290 cavalos, e câmbio Eaton de 6 e 9 marchas. Há também os traçados 6×4, para serviço pesado como betoneira e caçamba, e a linha de cavalos extrapesados Cargo 2042 e Cargo 2842, para até 56 toneladas, todos com foco no custo-benefício para o transportador.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Veja quem são os vencedores do Prêmio Top Car TV 2020

O Prêmio Top Car TV de 2020 foi realizado de forma virtual, devido a pandemia, da Covid-19…