A FPT Industrial, fabricante de motores para todos os segmentos industriais e comerciais atingiu o marco de 400.000 motores a diesel produzidos para o mercado da América Latina, seguindo o desenvolvimento de sua primeira fábrica na região em 2000. 
 
A fábrica brasileira, em Sete Lagoas, foi aberta há cerca de 15 anos, em uma área de 30.000 metros quadrados e emprega mais de 270 pessoas. Atualmente fabrica os motores F1A, F1C, NEF e S8000, que são usados em aplicações on e off-road, juntamente com o setor de geração de energia.
 
Após o sucesso desta instalação, a empresa investiu US$ 38,8 milhões em uma fábrica na Argentina, que foi inaugurada em 2012 e emprega mais de 300 pessoas. A fábrica em Córdoba abrange uma área de 20.000 metros quadrados e atualmente fabrica motores da bem sucedida série Cursor da empresa.
 
Com o propósito de aumentar ainda mais a sua gama de serviços ao cliente na América Latina, a FPT Industrial possui um centro de P&D na cidade de Betim, em Minas Gerais. O centro suporta a personalização dos motores locais e atende as necessidades dos clientes, e obteve autorização para realizar testes de aprovação de emissões, em conformidade com as normas e procedimentos da PRONCONVE – programa para o controle da poluição do ar pelos veículos motorizados.
 
"Atingir este marco na produção de 400.000 motores a diesel comprova a consolidação dos produtos da FPT Industrial no mercado latino-americano. Desde o ano 2000, nosso foco tem sido manter fortes relacionamentos com os nossos clientes já existentes, que incluem empresas como Fiat, Iveco, Case IH, New Holland, Stemac e Leon Heimer. A empresa também continua em busca de novos negócios, e com as duas fábricas com capacidade de produção de mais de 90.000 motores por ano, a FPT Industrial é capaz de fornecer o serviço-chave exigido pelo mercado, o que deve aumentar ainda mais sua participação no mercado de motores da América Latina", disse José Luís Gonçalves, Presidente da FPT Industrial na América Latina.
 
Como todas as instalações da FPT Industrial no mundo, as fábricas da América do Sul implementaram o World Class Manufacturing (WCM). O WCM é um sistema de produção integrado e estruturado que abrange todos os processos da fábrica, da segurança ao meio ambiente, da manutenção à logística e qualidade. O objetivo é melhorar continuamente o desempenho da produção, buscando uma gradual eliminação de resíduos para garantir a qualidade do produto e a máxima flexibilidade para atender às solicitações do cliente, através do envolvimento e da motivação do pessoal que trabalha nas fábricas. 
 
As atividades World Class Manufacturing são formalmente auditadas em intervalos regulares e a cada fábrica é atribuída uma pontuação e os prêmios apropriados (bronze, prata, ouro) durante essas auditorias. A fábrica em Sete Lagoas alcançou status Bronze em 2010 e está no caminho certo para alcançar o status Prata.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
A FPT Industrial, fabricante de motores para todos os segmentos industriais e comerciais atingiu o marco de 400.000 motores a diesel produzidos para o mercado da América Latina, seguindo o desenvolvimento de sua primeira fábrica na região em 2000. 
 
A fábrica brasileira, em Sete Lagoas, foi aberta há cerca de 15 anos, em uma área de 30.000 metros quadrados e emprega mais de 270 pessoas. Atualmente fabrica os motores F1A, F1C, NEF e S8000, que são usados em aplicações on e off-road, juntamente com o setor de geração de energia.
 
Após o sucesso desta instalação, a empresa investiu US$ 38,8 milhões em uma fábrica na Argentina, que foi inaugurada em 2012 e emprega mais de 300 pessoas. A fábrica em Córdoba abrange uma área de 20.000 metros quadrados e atualmente fabrica motores da bem sucedida série Cursor da empresa.
 
Com o propósito de aumentar ainda mais a sua gama de serviços ao cliente na América Latina, a FPT Industrial possui um centro de P&D na cidade de Betim, em Minas Gerais. O centro suporta a personalização dos motores locais e atende as necessidades dos clientes, e obteve autorização para realizar testes de aprovação de emissões, em conformidade com as normas e procedimentos da PRONCONVE – programa para o controle da poluição do ar pelos veículos motorizados.
 
"Atingir este marco na produção de 400.000 motores a diesel comprova a consolidação dos produtos da FPT Industrial no mercado latino-americano. Desde o ano 2000, nosso foco tem sido manter fortes relacionamentos com os nossos clientes já existentes, que incluem empresas como Fiat, Iveco, Case IH, New Holland, Stemac e Leon Heimer. A empresa também continua em busca de novos negócios, e com as duas fábricas com capacidade de produção de mais de 90.000 motores por ano, a FPT Industrial é capaz de fornecer o serviço-chave exigido pelo mercado, o que deve aumentar ainda mais sua participação no mercado de motores da América Latina", disse José Luís Gonçalves, Presidente da FPT Industrial na América Latina.
 
Como todas as instalações da FPT Industrial no mundo, as fábricas da América do Sul implementaram o World Class Manufacturing (WCM). O WCM é um sistema de produção integrado e estruturado que abrange todos os processos da fábrica, da segurança ao meio ambiente, da manutenção à logística e qualidade. O objetivo é melhorar continuamente o desempenho da produção, buscando uma gradual eliminação de resíduos para garantir a qualidade do produto e a máxima flexibilidade para atender às solicitações do cliente, através do envolvimento e da motivação do pessoal que trabalha nas fábricas. 
 
As atividades World Class Manufacturing são formalmente auditadas em intervalos regulares e a cada fábrica é atribuída uma pontuação e os prêmios apropriados (bronze, prata, ouro) durante essas auditorias. A fábrica em Sete Lagoas alcançou status Bronze em 2010 e está no caminho certo para alcançar o status Prata.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA atinge 500 mil motores Firefly produzidos no Brasil

Motor de número 500 mil é um Firefly 1.0 litro de três cilindros A Fiat Chrysler Automóvei…