Desde janeiro de 2014, 100% dos automóveis novos produzidos e vendidos no Brasil são obrigados a sair de fábrica equipados com freios ABS como item de série. Esta tecnologia tem como finalidade contribuir para evitar acidentes e reduzir o alto número de ferimentos e mortes no trânsito. O Brasil está entre os 10 países mais violentos no trânsito, de acordo com relatório da ONU (Organização das Nações Unidas). 
Para garantir uma frenagem mais segura em veículos e quipados com este tipo de sistema de segurança ativa (ABS), a Bosch destaca algumas orientações importantes neste mês em que acontece o movimento Maio Amarelo, cuja proposta é chamar a atenção da sociedade para um trânsito mais seguro em todo o mundo:
– utilizar o freio de maneira normal;
– em situações emergenciais, o pedal de freio pode ser atuado com toda força. Com o ABS, as rodas não travam e por isso o condutor permanece no controle da direção;
– é normal a vibração do pedal no momento em que o sistema ABS está atuando, pois se trata de uma reação normal do mesmo. Assim, é importante mantê-lo sempre pressionado; 
– não se deve tentar controlar a frenagem, pois o sistema tem válvulas que controlam a pressão de cada roda individualmente, mantendo a dirigibilidade e a estabilidade;
– observar a luz no painel que indica o ABS – caso permaneça acesa é necessário levar o veículo a uma oficina mecânica capacitada, pois a luz perman entemente acesa indica que o sistema está com problemas. 
De acordo com Leimar Mafort, chefe de engenharia de chassis da Robert Bosch, os condutores devem ter consciência que os sistemas de controle de frenagem, como o ABS, estão presentes nos veículos para auxiliar em situações cotidianas ou críticas. Eles atuam impedindo o travamento das rodas, reduzem a distância de parada e ainda garantem a dirigibilidade do veículo durante a frenagem. 
“Além do ABS, ainda existem outros sistemas de auxílio na frenagem, como o Brake Assist, componente de software de um sistema ESP. Todas estas tecnologias agregam funcionalidades que melhoram ainda mais o ato de frear e a segurança no trânsito. Entretanto, ainda valem as boas práticas e prudência na direção, considerando velocidade, situações climáticas e estado das vias. Prevenir é sempre a melhor atitude para evitar acidentes e salvar vidas”, afirma Mafort.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ford lança guia digital 360 com as novas tecnologias do Territory

Além de visão 360° do interior, a nova ferramenta traz nove vídeos curtos sobre equipament…