A auxiliar de biblioteca, Odete Ribeiro, que teve paralisia infantil com um ano de idade e ficou sem o movimento das pernas, poderia não estar no seu segundo curso superior se não fosse o programa Transporte Eficiente. A ação é uma iniciativa mantida pela Prefeitura de Teresina e atende pessoas com mobilidade reduzida. Nos últimos dez anos, a frota foi triplicada e atualmente conta com 17 veículos adaptados com elevadores mecânicos, equipamentos de segurança para cadeiras de rodas e espaço adequado para acompanhantes.

Em fevereiro deste ano, o prefeito Firmino Filho fez a entrega de quatro novos veículos, aumentando a capacidade de atendimento de 160 para 200 usuários por dia. Atualmente são 1.400 pessoas com dificuldade de mobilidade cadastradas no programa Transporte Eficiente para uso dos veículos nos deslocamentos para atividades variadas.

“Como os veículos nos pegam onde estamos e nos levam ao nosso destino, consegui realizar meu sonho de fazer um curso superior em Recursos Humanos e já estou cursando Serviço Social”, conta Odete, que mora no bairro Satélite.

Ela também utiliza esse tipo de transporte para todos os deslocamentos em Teresina como ir a consultas médicas, ao comércio no Centro e para participar de atividades de lazer. “Esse serviço dá mais autonomia ao cadeirante. Antes da pandemia da Covid-19, utilizava todos os dias para ir à faculdade e já não necessitava de agendamento”, relata.

O programa funciona com o agendamento pelo telefone 0800 086 3122, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h com antecipação na sexta-feira das solicitações para o final de semana. O veículo vai até o local onde o usuário está e o conduz ao seu destino.

O atendimento somente em novembro deste ano foi com 2.152 agendamentos. Antes da pandemia da Covid-19 esse número era cerca de 3 mil e, no período de mais restrições, o sistema funcionou apenas para os usuários realizarem deslocarem para atividades essenciais.

“Entendemos as dificuldades de locomoção das pessoas com deficiência e esse serviço é um diferencial porque vai aonde está a pessoa com dificuldade de mobilidade para realizar atividades importantes como ir ao médico, estudar ou até atividade de lazer”, ressalta o prefeito Firmino Filho.

Weldon Bandeira, gestor da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), destaca que tem aumentado a quantidade de pessoas atendidas devido ao crescente número de acidentes de trânsito que deixam sequelas nas vítimas. “No ano passado, investimos R$ 3,3 milhões no serviço e a previsão é fechar 2020 aplicando R$ 4 milhões”, informou.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Suzuki Jimny vem com novidades na linha 2022

Disponível em quatro versões, SUV traz atualizações estéticas e mantém o mesmo DNA 4×…