A Fundação Volkswagen, que coordena os investimentos sociais da Volkswagen do Brasil há 35 anos, ampliou o programa educacional “Aceleração da Aprendizagem” na Bahia. O projeto chega às cidades de Lauro de Freitas e Dias D’Ávila, onde são oferecidas um total de 660 vagas para alunos e 99 vagas para educadores. O programa teve início no estado em 2014, beneficiando 1.223 alunos e 145 educadores nos municípios de Simões Filho e Camaçari.
“A Fundação Volkswagen investe nesta iniciativa porque acredita na importância de garantir um direito que pertence a todos: o de aprender. O projeto ‘Aceleração da Aprendizagem’ oferece formação aos educadores para que desenvolvam um trabalho intensivo com seus alunos de forma individual, respeitando suas particularidades e extraindo seu melhor potencial, evitando a evasão escolar”, afirma o Dr. Eduardo de Azevedo Barros, superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil.
Conheça o projeto “Aceleração da Aprendizagem”
O “Aceleração da Aprendizagem” reduz a defasagem idade série no Ensino Fundamental, evitando a evasão escolar. Para que alunos multirrepetentes não fiquem desmotivados e para garantir o direito de aprendizagem, o projeto dá apoio a esses estudantes de forma individual e intensiva, em classes de aceleração. Os estudantes são preparados durante dois anos, na sala de aceleração, para depois ingressarem na série adequada à sua idade.
A formação dos educadores neste projeto conta com material pedagógico exclusivo, para que possam trabalhar com os alunos de forma direcionada. O projeto “Aceleração da Aprendizagem” é executado com base em uma metodologia desenvolvida pelo Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), consolidada ao longo de 18 anos de trabalho com correção de fluxo escolar. O Cenpec é parceiro técnico para o desenvolvimento de alguns dos projetos educacionais da Fundação Volkswagen.
O “Aceleração da Aprendizagem” foi selecionado pelo Ministério da Educação (MEC) em 2010 como uma importante tecnologia educacional que contribui para a redução da distorção idade série.
O programa estreou em Resende (RJ), em 2011, onde foi realizado até 2012, atendendo 439 alunos e 88 educadores de escolas públicas da rede municipal.
Além da atuação na Bahia, o projeto é realizado também nos estados da Paraíba, Mato Grosso e Espírito Santo, beneficiando 2.180 alunos e 306 educadores.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Com duas provas de alta velocidade, Mitsubishi Cup define os campeões do ano

Super Final Lubrax Mitsubishi Motors reuniu centenas de pessoas no Autódromo Velo Città em…