A Fundação Volkswagen, que coordena os investimentos sociais da Volkswagen do Brasil, completa 35 anos oferecendo projetos de Educação e Desenvolvimento Social para comunidades de baixa renda no Brasil. Um dos destaques de 2014 foi a atuação inédita no Amapá (que recebeu o projeto “Jogo da Vida em Trânsito”) e na Bahia (com o “Aceleração da Aprendizagem”), ampliando para 13 o número de Estados brasileiros atendidos em seu histórico.
 
Apenas por meio de seus projetos educacionais, a Fundação Volkswagen já beneficiou na última década, até 2014, 1.374.630 alunos em todo Brasil e ofereceu formação continuada a 18 mil educadores da rede pública de 407 cidades, em 13 Estados. Os projetos de educação também apresentam resultados expressivos na frequência de participação de alunos em aulas e na melhoria do desempenho escolar. Os projetos de Desenvolvimento Social, por sua vez, já beneficiaram mais de 15 mil pessoas.
 
“A Volkswagen do Brasil foi uma das pioneiras no País a criar uma fundação, que completa 35 anos. Pela necessidade, na época, de formar nossos próprios empregados, ela foi concebida com foco na Educação. No entanto, há mais de 10 anos, passamos a atuar fortemente fora dos muros da empresa, investindo em projetos de educação na comunidade. Mas também há o pilar social, que já ajudou mais de 15 mil pessoas com projetos desenvolvidos nas comunidades”, afirmou o presidente da Volkswagen do Brasil, Thomas Schmall.
 
\"\"
 
Segundo o vice-presidente de Recursos Humanos da Volkswagen do Brasil e presidente do Conselho Curador da Fundação Volkswagen, Holger Rust, a Fundação Volkswagen contribui com o desenvolvimento social do País, uma vez que são investidos recursos privados para finalidade pública de forma voluntária. “Além da sociedade, nosso público interno – os mais de 20 mil empregados da Volkswagen do Brasil – também é impactado com o compromisso que a Fundação Volkswagen traz em sua missão. Para citar um exemplo, um de nossos projetos – o Volkswagen na Comunidade – premia a cada ano, por meio de um concurso, dez organizações sociais, nas quais os nossos empregados desenvolvem algum tipo de atividade voluntária. Por um lado, o concurso reconhece o funcionário que já faz trabalho voluntário. Por outro, mobiliza e atrai novos funcionários a se envolverem em causas sociais e a praticarem o bem. Desse modo, criamos uma legião de cidadãos do bem, atuando nas comunidades onde vivem e proporcionando transformações sociais positivas”, completa Holger Rust.
 
“Em 35 anos, a Fundação Volkswagen tem trabalhado fortemente, e continuará atuando, para promover uma educação de qualidade, cultura e desenvolvimento social, proporcionando um futuro melhor para moradores de comunidades de baixa renda. O trabalho da Fundação Volkswagen está alinhado ao objetivo estratégico da Volkswagen do Brasil de ‘Fortalecer a Sustentabilidade como Princípio de Gestão’ e as iniciativas da empresa pelo desenvolvimento social, ambiental e econômico a tornaram referência no setor automobilístico”, disse o superintendente da Fundação Volkswagen e diretor de Assuntos Jurídicos da Volkswagen do Brasil, Dr. Eduardo de Azevedo Barros, também responsável pelo tema Sustentabilidade na empresa.
 
\"\"
 
Além do Amapá e da Bahia, os outros Estados já atendidos pela Fundação Volkswagen são Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro e São Paulo. São oferecidos dez projetos, sendo sete educacionais (“Aceleração da Aprendizagem”; “Aprendendo com Arte”, que terá início em 2015; “Brincar”; “Entre na Roda”; “Jogo da Vida em Trânsito”; “Plataforma do Letramento” e “Pró-Educar Brasil”) e três de Desenvolvimento Social (“Costurando o Futuro”, “Volkswagen na Comunidade” e “Instituto Baccarelli”). Leia, abaixo, sobre cada projeto.
 
“Os 35 anos da Fundação Volkswagen representam o marco histórico de um trabalho que se propõe a contribuir para a melhoria da educação pública e da qualidade de vida em comunidades de baixa renda, com projetos de educação e desenvolvimento social. Para viabilizar sua atuação, a Fundação Volkswagen faz parcerias com os setores público, privado e a sociedade civil organizada (ONGs). A ideia é que os projetos influenciem políticas públicas e que sejam sustentáveis a longo prazo”, afirma a diretora da Fundação Volkswagen, Keli Smaniotti.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …