Mulheres em fase de gestação também podem conduzir automóvel – o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) não faz proibição a isso. Porém, o melhor é ter um acompanhamento médico para avaliar se não há restrições. E a grávida também deve avaliar a si mesma: caso sinta desconforto ou complicações, deve evitar dirigir.
Mas, se ela vai assumir a direção, algumas dúvidas começam a surgir: Devo ou não continuar a usar o cinto de segurança? Qual é a melhor posição para mim no banco do motorista? 
Pensando nisso, o CESVI preparou algumas dicas.
POSIÇÃO DO BANCO
O assento: Utilize o ajuste longitudinal do banco para buscar uma posição que possibilite o acionamento do curso máximo dos pedais com apenas uma pequena flexão das pernas, sem precisar esticá-las por completo.
O encosto: Esse encosto possui regulagens que, em conjunto com a regulagem da posição do assento, podem melhorar a ergonomia, permitindo uma boa empunhadura do volante e o acionamento dos demais comandos no painel de instrumentos e chaves de seta. É muito importante que o ajuste do assento associado ao do encosto proporcionem uma distância de, no mínimo, 25 centímetros do volante ao peito.
O encosto de cabeça: É um item fundamental para a segurança nos casos de impacto traseiro, evitando o efeito-chicote na cabeça da motorista. A sua regulagem deve ser feita sempre com o centro do encosto alinhado com a linha dos olhos da condutora. Algumas versões de veículos possuem encosto de cabeça para os bancos traseiros.
Cinto de segurança
 
Ainda que fique um pouco desconfortável, o cinto de segurança é item obrigatório e sempre deve ser utilizado pelas gestantes.
Se a grávida estiver no assento traseiro, deve sempre optar pela utilização do cinto de três pontos, evitando o cinto do tipo abdominal, encontrado no assento central em um grande número de veículos.
É importante regular a faixa subabdominal abaixo do ventre, apoiada na região pélvica (A). A faixa diagonal deve passar entre as mamas (B) e a região central do ombro (C) – nunca sobre o útero. 
Quanto mais recursos, melhor
Modelos de veículos que apresentem um maior número de acessórios facilitam a vida da gestante na hora de dirigir. São recursos que minimizam os esforços da futura mamãe dentro do carro, como troca de marcha automática, posicionamento elétrico dos bancos, vidros e travas elétricas, regulagem elétrica dos retrovisores, direção hidráulica ou elétrica.
 
Fonte: CESVI BRASIL
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …