A Daimler AG tem avaliado o impacto de seus veículos no meio ambiente durante toda a vida útil. No ano passado, mesmo diante de um aumento de 5% de sua produção, a Companhia conseguiu reduzir em 2,5% as emissões de CO2. Isso foi possível graças à adoção de medidas de economia de energia, além de a transição para combustíveis com menor teor de CO2.  Esse resultado foi destacado no Relatório Anual de Sustentabilidade do Grupo juntamente com a informação sobre a redução de mais de 27% das emissões da frota europeia de automóveis desde 2007.
Os automóveis S 500 PLUG-IN HYBRID e o C 350, apresentados ao mercado recentemente, são exemplos de modelos com baixas emissões. Com baixos índices de CO2 (65 g/km e 48 g/km, respectivamente), deixam uma mensagem clara para o futuro. Esses automóveis fazem parte da vanguarda de uma produção em larga escala da marca Mercedes-Benz, que atingirá o total de dez veículos Plug-In Hybrids até 2017.
Além de a tecnologia híbrida, a Daimler AG também está destacando a condução autônoma para a mobilidade do futuro. Com a inédita viagem do S 500 INTELLIGENT DRIVE entre as cidades alemãs de Mannheim e Pforzheim em 2013, por cerca de 90 quilômetros, a Mercedes-Benz foi a primeira marca de automóveis no mundo a provar que a direção urbana e interurbana autônoma já é possível. Esse marco destacou o avanço no desenvolvimento dessa tecnologia que um ano depois estava presente no caminhão do futuro “Future Truck 2025”, como também no atual veículo de pesquisa, o F 015 Luxury in Motion (luxo em movimento). Este apresenta um conceito revolucionário em seu interior para mostrar como o espaço e o tempo poderão ser usados futuramente com vantagens e segurança pelo condutor.
 
Muitos dos clientes estão usando funções de condução parcialmente automatizada nos automóveis das linhas S, E e C, como também, em breve, no novo GLE Cupê. “Desenvolvemos essas tecnologias e tornamos a condução autônoma cada vez mais tangível com cada geração dos sistemas de assistência ao motorista. Os requisitos para levar a direção autônoma à estrada, entretanto, vão muito além dos aspectos técnicos e incluem também o esclarecimento das questões jurídicas e éticas,” declarou o Professor Thomas Weber, Membro do Conselho de Administração da Daimler AG responsável pela área de Pesquisa & Desenvolvimento da Divisão da Mercedes-Benz Automóveis.
Questões jurídicas e éticas da condução autônoma
Além de desenvolver os veículos, a Daimler tem colocado em evidência o diálogo sobre as questões jurídicas e éticas relacionadas à condução autônoma. “Como se comporta um veículo autoconduzido em caso de acidente iminente? Quais são as consequências com relação à responsabilidade e seguro? Essas são apenas algumas das perguntas para as quais precisamos de respostas por meio do discurso social”, afirmou a Dra. Christine Hohmann-Dennhardt, Membro do Conselho de Administração da Daimler AG, responsável pelas Questões de Integridade e Jurídicas, na apresentação do Relatório de Sustentabilidade de 2014. A juíza do tribunal constitucional alemão está convencida de que “a condução autônoma responsável está baseada na lei e na ética”.
Este ano, a Dra. Hohmann-Dennhardt deu início a várias medidas relativas à questão da “Ética e Legislação”. Um comitê diretivo formado por especialistas de várias divisões de unidades da Daimler está tratando das questões jurídicas e éticas relacionadas à condução autônoma. O comitê recebe informações importantes do Conselho Consultivo de Integridade e Responsabilidade Corporativa, uma entidade externa que tem fornecido à Daimler suporte crítico e construtivo desde 2012.
No outono, pela primeira vez, a Daimler promoverá uma conferência com especialistas sobre “Direção autônoma, Legislação e Ética”. O objetivo é continuar o diálogo com representantes das áreas de economia, ciência, política e ONGs. O discurso principal será feito pelo Dr. Julian Nida-Rümelin, professor de filosofia da LMU de Munique, e o ministro de Estado da Cultura, que está trabalhando em questões relativas à ética da robótica e das máquinas.
As questões jurídicas e éticas relativas a essa tecnologia também serão avaliadas durante o Diálogo de Sustentabilidade de 2015. Esse evento, que acontecerá em Stuttgart, na Alemanha, entre os dias 11 e 12 de novembro, reunirá cerca de 100 participantes externos e especialistas da Daimler para discutir os assuntos mais recentes sobre sustentabilidade.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Suzuki Jimny vem com novidades na linha 2022

Disponível em quatro versões, SUV traz atualizações estéticas e mantém o mesmo DNA 4×…