Home Notícias Grupo Daimler tem nova estrutura corporativa no Brasil

Grupo Daimler tem nova estrutura corporativa no Brasil

Comentários desativados em Grupo Daimler tem nova estrutura corporativa no Brasil

Em janeiro de 2020, a Companhia passa a contar com três empresas legalmente independentes no Brasil

Seguindo a mesma estratégia mundial, de estabelecer empresas totalmente dedicadas aos seus segmentos de atuação, o Grupo Daimler terá uma nova estrutura corporativa no Brasil a partir de janeiro de 2020. A Companhia passará a ter três empresas legalmente independentes.

A Mercedes-Benz do Brasil será 100% focada nas operações de Caminhões e Ônibus, empregando mais de 10 mil funcionários e contemplando as unidades de São Bernardo do Campo, Campinas e o Campo de Provas de veículos comerciais em Iracemápolis, em São Paulo, além de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

Uma nova empresa foi criada para divisão de Automóveis e Vans, a Mercedes-Benz Cars & Vans Brasil. Farão parte dessa companhia funcionários administrativos que ficam nas unidades de São Bernardo do Campo e Campinas e que são dedicados aos negócios de automóveis e vans, bem como os colaboradores da fábrica de automóveis de Iracemápolis, o que representa cerca de 650 pessoas.

O Banco Mercedes-Benz do Brasil, que já opera de forma independente, tem sua sede em São Paulo e emprega quase 300 pessoas, segue responsável por todos os negócios financeiros e de seguros, além das soluções de mobilidade.

“O principal motivo dessa mudança, que está acontecendo com o Grupo Daimler em todo mundo, é estar mais próximos dos nossos clientes e focados em atender às suas necessidades específicas, além de melhor posicionar as nossas empresas para enfrentar uma nova era da indústria automotiva. Teremos mudanças relevantes no mercado que atuamos: novos competidores, rápido desenvolvimento de novas tecnologias e cada vez mais diferentes demandas de nossos clientes. Precisamos estar preparados e a melhor forma é dedicar as nossas empresas para cada um desses segmentos. Atender mais rápido e melhor os clientes é a razão de tudo isso”, explica Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil, que segue como líder das operações de Caminhões e Ônibus.

“Nossa nova estrutura nos torna mais focados e competitivos para garantir uma transformação bem-sucedida rumo ao futuro da mobilidade. É imprescindível que estejamos totalmente dedicados aos nossos clientes e os inspiremos com produtos e tecnologias inovadores e sustentáveis. Vamos fazer isso com duas receitas: atendendo as demandas do mercado local, mas acompanhando na mesma velocidade as inovações tecnológicas mundiais”, destaca Holger Marquardt, presidente da nova empresa Mercedes-Benz Cars & Vans Brasil.

“Dessa forma, cada divisão de negócios terá mais flexibilidade, agilidade e autonomia para gerenciar os seus negócios, uma vez que estarão totalmente dedicadas às necessidades de seus públicos específicos. Essa mudança, sem dúvida, vai nos fortalecer e nos permitir a continuar a fazer a diferença no mercado brasileiro”, acrescenta Christian Schüler, presidente e CEO do Banco Mercedes-Benz do Brasil.

Nova estrutura corporativa mundial

O Grupo Daimler começou a preparação dessa nova estrutura corporativa há cerca de dois anos, avaliando qual seria a melhor alternativa para todos os seus ramos de negócios. Em 1º de novembro, o Grupo Daimler lançou essa nova estrutura corporativa. A divisão dos negócios de Automóveis, Vans, Caminhões e Ônibus para as subsidiárias entrou em vigor no final de outubro, com o registro comercial na Alemanha.

Desde então, a Daimler AG segue como empresa holding responsável pelas funções de governança de todo o grupo e a única de capital aberto. Abaixo dela, três empresas passaram a atuar de forma independente: Daimler Truck AG (Caminhões & Ônibus), Mercedes-Benz AG (Automóveis & Vans) e Daimler Mobility AG (Serviços Financeiros e de Mobilidade).

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Novo CTB “simplifica por um lado e endurece por outro”, diz ministro

Validade da CNH passa de cinco para dez anos O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes …