No último trimestre, o grupo registrou alta das vendas graças ao sucesso dos modelos Novo Clio, na Europa, Arkana, na Rússia, e Triber na Índia.

Em 2019, o Grupo Renault vendeu 3.753.723 veículos no mundo, em queda de 3,4% (-130.550 veículos sendo -183.000 nos mercados iraniano, argentino e turco), em um mercado em recuo de 4,8%.

As vendas de veículos elétricos do grupo no mundo aumentaram 23,5%, para 62.447 veículos. Lançado no fim de 2019, o Novo ZOE será o carro-chefe da gama de veículos elétricos em 2020. No segmento de veículos utilitários elétricos, o Kangoo Z.E. se mantém como líder absoluto, exibindo um crescimento de 19,2%, para 10.349 veículos. Na China, o Grupo lançou o Renault City K-ZE em novembro e registrou 2.658 vendas em 2 meses.

No segmento de veículos utilitários, os volumes do grupo avançaram 0,7%, atingindo um novo recorde de vendas. Este recorde foi obtido graças à performance da marca Renault na Europa, com um avanço de 3,6%, em um mercado que aumentou 2,8%.

A marca Renault Pro+ manteve novamente suas duas lideranças na Europa, tanto em volumes de vendas de furgões e pequenos furgões, como em vendas de veículos utilitários elétricos.

Na Europa, as vendas tiveram um avanço de 1,3%, em um mercado em alta de 1,2%.

O Clio é líder do segmento B e 45% das vendas do Novo Clio são na versão topo de linha. O Clio 4 foi mantido na gama de veículos para atender uma clientela maior. O Captur mantém o 1º lugar entre os SUVs de sua categoria. Já os volumes de vendas do ZOE aumentaram 19,1% (47.027 veículos).

A marca Dacia registrou um novo recorde de vendas pelo 7º ano consecutivo na Europa, com 564.854 veículos vendidos (+10,4%). Esta alta se deve às performances dos modelos Duster e Sandero.

Na Rússia, o Grupo Renault é líder, com uma participação de mercado de 29%, em alta de 1,4 ponto. As vendas aumentaram 2,3%, em um mercado em queda de 2,6%.

A LADA avançou 0,6%, com 362.356 veículos vendidos e confirmando sua posição de líder, com uma participação de mercado de 20,7%. Os modelos LADA Granta e LADA Vesta confirmam suas posições de veículos mais vendidos na Rússia. Em dezembro de 2019, o modelo icônico Niva passou a fazer parte do grupo.

A marca Renault também avançou 5,8%, com 144.989 veículos vendidos, graças ao lançamento bem-sucedido do Arkana no segundo semestre.

No Brasil, os volumes de vendas aumentaram 11,3%, para 239.174 veículos, e a participação de mercado atingiu um nível recorde de 9% (+0,3 ponto), devido aos bons resultados do Kwid. O mercado se mantém dinâmico, avançando 7,4%.

Na Índia, a estratégia do grupo começa a dar frutos. A Renault é a única marca que avançou no mercado de veículos de passeio em 2019. As vendas aumentaram 7,9%, em um mercado em queda de 11,3%. Esta alta se deve principalmente ao lançamento bem-sucedido do Triber e ao sucesso do Novo Kwid. A participação de mercado atingiu 2,5%, em alta de 0,45 ponto em relação a 2018.

O Triber, veículo compacto lançado em agosto cuja flexibilidade incomparável permite transportar até 7 pessoas, já registrou 24.142 vendas, com mais da metade na versão topo de linha. O Triber se posiciona em um segmento que deve representar quase 50% do mercado indiano até 2022.

Fora dos países-chave, o grupo é líder na África, Turquia, Colômbia, e Romênia.

Para o grupo, 2020 marcará uma nova etapa de sua ofensiva em veículos elétricos, com o lançamento do Twingo Z.E. e a chegada de sua nova gama de modelos híbridos e híbridos recarregáveis, batizada de E-Tech.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Hyundai apresenta linha 2021 do HB20 1.0 Turbo

Todas as versões contam com nova grade dianteira em formato de cascata com contorno em pre…