O Grupo Volkswagen publicou um novo relatório de sustentabilidade. Anteriormente, trechos exclusivos haviam sido publicados via Twitter. Pela primeira vez, o relatório inclui análises de membros do Conselho de Administração sobre condutas de responsabilidade econômica, ambiental e social, bem como artigos focando em temas atuais.  No ano passado, o Grupo definiu 16 campos de ação com o objetivo de fazer mais progressos na jornada para se tornar a empresa automobilística mais sustentável do mundo.
“Como uma das maiores companhias industriais do mundo, nós carregamos uma responsabilidade especial”, destaca o Prof. Dr. Martin Winterkorn, Presidente do Conselho de Administração da Volkswagen Aktiengesellschaft: “E nós queremos usar o nosso poder em benefício das pessoas, do ambiente e da sociedade. Para nós, a sustentabilidade não é algo que ‘seria legal ter’. A sustentabilidade é um atributo real, mensurável e essencial ao nosso negócio”.
Os temas-chave do Grupo em relação à política de sustentabilidade vão da satisfação do cliente às relações com fornecedores, da saúde à igualdade de oportunidades, da mobilidade inteligente e networking a veículos elétricos que respeitem o meio ambiente. Winterkorn: “O mundo em que vivemos e trabalhamos está mudando mais dramaticamente e mais rapidamente do que nunca antes. Enquanto empresa, devemos levar nossos clientes, parceiros e empregados conosco no caminho para a mobilidade do futuro. Orientação, segurança e confiança – esses valores são e continuarão sendo a base do progresso tecnológico.”  Bernd Osterloh, Presidente do Comitê Mundial dos Trabalhadores do Grupo Volkswagen complementou: “A pobreza deve ser combatida, a natureza deve ser protegida e a cultura deve ser nutrida – as empresas não devem se esquivar dessas responsabilidades sociais.”
Os destaques do relatório incluem os 57 modelos diferentes com um máximo de 95 g CO2/km e uma redução de 19,3% no impacto ambiental pela produção em quatro anos. A Volkswagen apoia 200 projetos sociais em todo o mundo. Em Pune, na Índia, uma nova fábrica e 69 fornecedores criaram 13.500 novos postos de trabalho.
A Chance to Play no Brasil
O relatório também destaca que os empregados do Grupo Volkswagen doaram mais de € 2 milhões para o programa “A Chance to Play – O Direito de Brincar”, promovido no Brasil pelo Comitê Mundial dos Trabalhadores da Volkswagen e pela ONG terre des hommes – Alemanha, com apoio da Volkswagen. As arrecadações voluntárias foram feitas por campanhas internas promovidas pelos próprios empregados, como o programa mundial “Uma Hora para o Futuro”, por meio do qual os trabalhadores doam o valor equivalente a uma hora de trabalho no ano em favor de projetos sociais.
Lançado no Brasil em janeiro de 2013, o programa beneficiou milhares de crianças e adolescentes no Brasil por meio dos 12 projetos sociais desenvolvidos no entorno das quatro fábricas da Volkswagen no País: São Bernardo do Campo (SP), São Carlos (SP – fábrica de motores), Taubaté (SP) e São José dos Pinhais (PR). Os 12 projetos sociais utilizaram o futebol e o ato de brincar como ferramentas de transformação social para promover educação, cidadania e uma cultura de paz.
O programa também capacitou 95 ONGs e 840 educadores, com apoio da Fundação Volkswagen e do Cenpec ao promover cursos, workshops, seminários e uma conferência. A capacitação sensibilizou os participantes sobre a importância do ‘direito de brincar’ e divulgou o uso de brincadeiras educativas como forma de promover cidadania e paz.
Esta é a segunda vez que o programa “A Chance to Play – O Direito de Brincar” é realizado; a primeira foi em 2010, na África do Sul, onde beneficiou cerca de 40 mil crianças e adolescentes.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA apresenta promoções de Black Friday para suas marcas de lifestyle: fiatwear, Jeep Gear e Ram Store

fiatwear tem itens a partir de R$ 15,96 A FCA apresenta para essa Black Friday descontos i…