A maior competição de customização do mundo irá premiar a moto mais votada no Brasil para concorrer ao título de Custom King 2019 no mundo

A Harley-Davidson do Brasil promove pela segunda vez no País o Battle of The Kings, a maior competição mundial de customização de motocicletas H-D. São 350 as concessionárias Harley-Davidson participantes em todo o mundo, recorde alcançado por conta da participação do mercado dos Estados Unidos. Com essa disputa a marca tem como objetivo reforçar a cultura de customização como uma forma de expressão e liberdade, estimulando os clientes com novas ideias de personalização para suas motocicletas.

A votação online para o Battle Of The Kings 2019 no Brasil já está aberta e pode ser feita por qualquer pessoa através do link https://customkings.harley-davidson.com/pt_BR/. As motos concorrentes estão expostas no site com fotos e o descritivo do conceito dos projetos desenvolvidos pela equipe técnica especializada de cada uma das concessionárias participantes. O site estará aberto para receber os votos do público até o dia 15 de agosto.

Steve Lambert, diretor de marketing da Harley-Davidson para mercados internacionais, já está ansioso pela competição desse ano. “A competição Battle Of The Kings é uma vitrine incrível para mostrar o DNA de customização que permeia a história da nossa marca. Ela inspira nossas concessionárias a mostrarem exatamente o que é possível e inspira clientes globalmente para que eles possam ter uma motocicleta verdadeiramente única – qualquer que seja o tamanho do seu orçamento. Depois de uma fantástica competição no ano passado, é realmente emocionante ter dealers dos EUA que se juntaram à competição – mal podemos esperar para ver os projetos incríveis de todo o mundo”, relata o executivo.

Cada concessionária customizou uma motocicleta Harley-Davidson à sua própria maneira, utilizando como base modelos das famílias Sportster ou Softail (ano/modelo 18/19 ou 19/19) e com a opção de seguir um dos três conceitos: Dirt (tracker/scrambler/desert sled), Chop (bobber/traditional/hardtail) ou Race (street/sport/track). As motocicletas-base podem ser zero quilômetro ou usadas.

A Harley-Davidson coloca como regras que o budget total da customização não pode superar 50% do valor da motocicleta (excluindo valor de mão de obra) e que 50% do valor total da customização precisa ser em peças e acessórios originais da marca. E, por fim, uma das principais condições impostas é de que a motocicleta atenda aos requisitos obrigatórios para rodar nas ruas, respeitando as leis do Código de Trânsito Brasileiro.

A Harley-Davidson conta com um departamento interno chamado Parts & Accessories, ou seja, dedicada a todas as linhas de itens, peças e acessórios da marca. Todos os anos, os catálogos são atualizados e, atualmente, a marca conta com mais de 45 mil opções diferentes, para que os clientes possam customizar as motocicletas para que serem únicas e totalmente exclusivas, uma das formas mais genuínas da expressão da liberdade e da individualidade sobre duas rodas.

As três motos customizadas mais votadas serão submetidas à avaliação de um juri, que avaliará uma série de critérios para poder votar. O projeto que levar o maior número de pontos pela votação do juri será o grande Custom King Brasil 2019.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA inicia produção de máscaras cirúrgicas na fábrica de Betim

Instalada em tempo recorde, linha produz 1,5 milhão de unidades por mês; Parte da produção…