O desempenho da indústria automobilística em julho aponta melhora com relação ao mês anterior, segundo dados divulgados na quarta-feira, 6, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea. No sétimo mês do ano foram comercializados 294,8 mil autoveículos, 11,8% maior do que as 263,6 mil unidades de junho.
 
Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, o segundo semestre deste ano apresentará dados positivos em licenciamento, produção e exportação em razão de alguns fatores: "A segunda metade do ano terá mais dias úteis do que a primeira e, historicamente, este período apresenta desempenho superior. Além disso, acreditamos que as medidas anunciadas nos últimos dias trarão aumento de liquidez para a economia brasileira como um todo”.
 
Os dados de julho foram superiores também para produção e exportação ao defrontar julho contra junho. Foram produzidos em julho 252,6 mil autoveículos, o que representa crescimento de 17% em relação as 215,9 mil de junho. As exportações também terminaram o período em alta de 40,2%: foram 34,2 mil unidades em julho e 24,4 mil no mês anterior.
 
Nas comparações com os resultados de 2013, contudo, o licenciamento de julho deste ano aponta queda de 13,9% ao se comparar com as 342,3 mil do mesmo mês de 2013. No acumulado do ano o declínio é de 8,6%: 1,96 milhão em 2014 e 2,14 milhões no ano passado.
 
A produção dos primeiros sete meses, de 1,82 milhão de veículos, está 17,4% abaixo das 2,20 milhões do mesmo período do ano passado. Já no comparativo mensal a produção fechou julho com retração de 20,5% – 317,9 mil unidades foram fabricadas em julho de 2013.
 
Nas exportações a baixa foi de 35,4%: foram 204,4 mil no acumulado de 2014 e 316,4 mil no ano passado. Ao analisar o resultado do mês, foram enviados para outros países 34,2 mil produtos, decréscimo de 36,7% frente as 54,1 mil de julho do ano passado.
 
Caminhões
 
Com 77 mil produtos comercializados, o segmento de caminhões registrou nos sete primeiros meses decréscimo de 13,6% frente as 89,1 mil de 2013. Ao analisar o resultado do mês, foram licenciadas 12,4 mil unidades, maior em 17% ao se comparar com as 10,6 mil de junho deste ano e menor em 18,2% sobre as 15,1 mil de julho de 2013.
 
No último mês foram produzidas 12,3 mil unidades, 50,5% a mais do que em junho, quando o segmento encerrou o mês com 8,2 mil unidades, e inferior em 30,5% com relação as 17,7 mil de julho de 2013. No acumulado as 88,3 mil unidades produzidas em 2014 estão 20,7% menores do que as 111,3 mil de 2013.
 
As exportações encerraram o mês com recuo de 19,4%, ao se comparar os 1,3 mil caminhões de julho com os 1,6 mil de junho, e diminuição de 39,5% frente as 2,1 mil unidades exportadas em junho do ano passado. O resultado nos sete primeiros meses de 2014, com 11 mil unidades, está 17,9% inferior com relação as 13,4 mil de 2013.
 
Ônibus
 
Em julho foram produzidos 2,9 mil chassis de ônibus, alta de 12,9% contra as 2,5 mil de junho deste ano. Por outro lado as unidades fabricadas no sétimo mês deste ano mostram decréscimo de 22,9% sobre julho do ano passado com 3,7 mil unidades e no acumulado 12,8% – foram 22,1 mil este ano e 25,3 mil em 2013.
 
De janeiro a julho foram licenciadas 15,6 mil unidades, baixa de 15,3% contra as 18,4 mil de igual período de 2013. Só no mês de julho foram comercializados 2,2 mil ônibus, acréscimo de 11,5% ante os 2 mil de junho e decréscimo de 23,6% com relação os 2,9 mil de julho do ano passado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
O desempenho da indústria automobilística em julho aponta melhora com relação ao mês anterior, segundo dados divulgados na quarta-feira, 6, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea. No sétimo mês do ano foram comercializados 294,8 mil autoveículos, 11,8% maior do que as 263,6 mil unidades de junho.
 
Para Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da Anfavea, o segundo semestre deste ano apresentará dados positivos em licenciamento, produção e exportação em razão de alguns fatores: "A segunda metade do ano terá mais dias úteis do que a primeira e, historicamente, este período apresenta desempenho superior. Além disso, acreditamos que as medidas anunciadas nos últimos dias trarão aumento de liquidez para a economia brasileira como um todo”.
 
Os dados de julho foram superiores também para produção e exportação ao defrontar julho contra junho. Foram produzidos em julho 252,6 mil autoveículos, o que representa crescimento de 17% em relação as 215,9 mil de junho. As exportações também terminaram o período em alta de 40,2%: foram 34,2 mil unidades em julho e 24,4 mil no mês anterior.
 
Nas comparações com os resultados de 2013, contudo, o licenciamento de julho deste ano aponta queda de 13,9% ao se comparar com as 342,3 mil do mesmo mês de 2013. No acumulado do ano o declínio é de 8,6%: 1,96 milhão em 2014 e 2,14 milhões no ano passado.
 
A produção dos primeiros sete meses, de 1,82 milhão de veículos, está 17,4% abaixo das 2,20 milhões do mesmo período do ano passado. Já no comparativo mensal a produção fechou julho com retração de 20,5% – 317,9 mil unidades foram fabricadas em julho de 2013.
 
Nas exportações a baixa foi de 35,4%: foram 204,4 mil no acumulado de 2014 e 316,4 mil no ano passado. Ao analisar o resultado do mês, foram enviados para outros países 34,2 mil produtos, decréscimo de 36,7% frente as 54,1 mil de julho do ano passado.
 
Caminhões
 
Com 77 mil produtos comercializados, o segmento de caminhões registrou nos sete primeiros meses decréscimo de 13,6% frente as 89,1 mil de 2013. Ao analisar o resultado do mês, foram licenciadas 12,4 mil unidades, maior em 17% ao se comparar com as 10,6 mil de junho deste ano e menor em 18,2% sobre as 15,1 mil de julho de 2013.
 
No último mês foram produzidas 12,3 mil unidades, 50,5% a mais do que em junho, quando o segmento encerrou o mês com 8,2 mil unidades, e inferior em 30,5% com relação as 17,7 mil de julho de 2013. No acumulado as 88,3 mil unidades produzidas em 2014 estão 20,7% menores do que as 111,3 mil de 2013.
 
As exportações encerraram o mês com recuo de 19,4%, ao se comparar os 1,3 mil caminhões de julho com os 1,6 mil de junho, e diminuição de 39,5% frente as 2,1 mil unidades exportadas em junho do ano passado. O resultado nos sete primeiros meses de 2014, com 11 mil unidades, está 17,9% inferior com relação as 13,4 mil de 2013.
 
Ônibus
 
Em julho foram produzidos 2,9 mil chassis de ônibus, alta de 12,9% contra as 2,5 mil de junho deste ano. Por outro lado as unidades fabricadas no sétimo mês deste ano mostram decréscimo de 22,9% sobre julho do ano passado com 3,7 mil unidades e no acumulado 12,8% – foram 22,1 mil este ano e 25,3 mil em 2013.
 
De janeiro a julho foram licenciadas 15,6 mil unidades, baixa de 15,3% contra as 18,4 mil de igual período de 2013. Só no mês de julho foram comercializados 2,2 mil ônibus, acréscimo de 11,5% ante os 2 mil de junho e decréscimo de 23,6% com relação os 2,9 mil de julho do ano passado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA premia fornecedores em 20 categorias e prevê que mercado vai acelerar recuperação

Cenário é de crescente necessidade de localização de produção de componentes e subcomponen…