O raio-X realizado na segunda-feira (22), um dia após a terceira etapa da Fórmula Indy, em Long Beach, detectou uma luxação, alguns ligamentos rompidos e um hematoma na mão direita de Tony Kanaan. Mas os ferimentos causados durante um acidente nas ruas da cidade californiana não devem impedir o piloto brasileiro de disputar a Itaipava São Paulo Indy 300, marcada para o dia 5 de maio, no Circuito do Anhembi, região norte da capital paulista.
 
O campeão de 2004, que corre pela equipe KV, foi vítima de uma tentativa estabanada de ultrapassagem na primeira curva promovida pelo espanhol Oriol Servia, da Panther DRR. O toque acabou jogando o carro do brasileiro em direção ao muro. No impacto, o volante do carro girou bruscamente, machucando o atleta baiano.
 
\"\"
 
"Correria no Brasil nem que tivesse com o braço quebrado", brinca Kanaan. "Foi uma lesão séria, mas ficará bom com o tempo. Só preciso ficar em repouso absoluto neste momento para diminuir a inchação, que é grande. Mas não vai me impedir de competir em São Paulo. Estarei lá!", comenta o baiano, que completa no Brasil a impressionante marca de 200 GPs consecutivos na Fórmula Indy.
 
Desta forma, o país terá três representantes na Itaipava São Paulo Indy 300: além de Kanaan, Helio Castroneves, atual líder do campeonato, e Bia Figueiredo, única mulher brasileira a correr em uma categoria de elite do automobilismo, também alinharão no grid no Anhembi.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Can-Am Maverick X3 é campeão dos UTVs no Rally Dakar pelo 2º ano

Veículo assinado pela BRP é o grande destaque da categoria SxS e domina as 17 primeiras po…