A vulnerabilidade dos condutores por conta do trânsito e o sentimento de falta de segurança impulsionam o mercado de carros blindados no Brasil. De acordo com o Índice WebMotors, a participação na busca por veículos blindados cresceu 22%, entre setembro de 2012 e setembro de 2014.
 
Segundo as informações coletadas em setembro de 2012, 2,7% do total de buscas eram por automóveis blindados. Agora, mesmo com um forte crescimento do volume de procuras gerais, o percentual para este tipo de veículo passou para 3,3% do total. O que representa um crescimento de 22% por modelos com esta proteção.
 
Maria Regina Botter, country manager do site, afirma que fatores como o aumento do poder aquisitivo de grande parcela dos consumidores e a violência contribuíram para a crescente procura. “Antigamente, esse tipo de segurança estava disponível apenas para modelos com valores muito altos. Entretanto, passou a ser mais acessível. A sensação de insegurança também pode ser colocada como um dos motivos que impulsiona os números.”
 
O cenário constatado é confirmado pela Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin). Segundo informações da entidade, em 2013, foram adaptados 10.156 veículos, incremento de 21,1% em relação a 2012.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
A vulnerabilidade dos condutores por conta do trânsito e o sentimento de falta de segurança impulsionam o mercado de carros blindados no Brasil. De acordo com o Índice WebMotors, a participação na busca por veículos blindados cresceu 22%, entre setembro de 2012 e setembro de 2014.
 
Segundo as informações coletadas em setembro de 2012, 2,7% do total de buscas eram por automóveis blindados. Agora, mesmo com um forte crescimento do volume de procuras gerais, o percentual para este tipo de veículo passou para 3,3% do total. O que representa um crescimento de 22% por modelos com esta proteção.
 
Maria Regina Botter, country manager do site, afirma que fatores como o aumento do poder aquisitivo de grande parcela dos consumidores e a violência contribuíram para a crescente procura. “Antigamente, esse tipo de segurança estava disponível apenas para modelos com valores muito altos. Entretanto, passou a ser mais acessível. A sensação de insegurança também pode ser colocada como um dos motivos que impulsiona os números.”
 
O cenário constatado é confirmado pela Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin). Segundo informações da entidade, em 2013, foram adaptados 10.156 veículos, incremento de 21,1% em relação a 2012.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz inaugura a primeira fábrica 4.0 de chassis de ônibus do Brasil

Com investimento de mais de R$ 100 milhões, nova linha de produção de chassis de ônibus é …