O material reciclado do plástico é testado em peças protótipo do Jaguar I-PACE, modelo 100% elétrico, garantindo o alinhamento com os padrões de qualidade e segurança da Jaguar Land Rover

A Jaguar Jaguar Land Rover está testando um novo processo inovador de reciclagem que converte resíduo plástico em um novo material de alta qualidade, que pode fazer parte de futuros modelos da montadora.

Estima-se que a quantidade de resíduo plástico irá ultrapassar, globalmente, as 12 milhões de toneladas, até 2050. Hoje, nem todo este plástico pode ser reciclado para uso em aplicações automotivas – especialmente em peças que precisam seguir os padrões de segurança e qualidade.

Trabalhando em conjunto com a multinacional química, BASF, a Jaguar Land Rover faz parte do projeto piloto chamado ChemCycling, que recicla lixo plástico doméstico, geralmente levados para aterros ou incineradoras, e os transforma em novos materiais de alta qualidade.

O plástico é transformado em óleo de pirólise usando processos termoquímicos. Este segundo material bruto é, na sequência, introduzido na linha de produção da BASF como um substituto do material fóssil; criando, finalmente, uma liga de nível elevado que replica a performance e qualidade de plásticos “virgens”. Finalmente, ele pode ser temperado e pintado, se tornando uma solução ideal para o design de novos acabamentos internos e painéis externos em modelos da Jaguar e da Land Rover.

A Jaguar Land Rover e a BASF estão testando a fase piloto do material em um molde da face frontal do Jaguar I-PACE para verificar se segue à risca os requisitos de segurança da peça original já existente.

Com o resultado dos testes e a evolução no uso de reciclagem química no mercado, a adoção do novo material faz com que a Jaguar Land Rover possa usar plástico doméstico reciclado em toda sua gama de modelos sem quaisquer perdas em qualidade e segurança**.

Chris Brown, Gerente Sênior de Sustentabilidade na Jaguar Land Rover, disse: “Plásticos são vitais para a manufatura de carros e tem seus benefícios comprovados durante a fase de uso, mas, os resíduos do plástico se tornaram um desafio global enorme. Solucionar esse problema requer inovação e conversas entre reguladores, fabricantes e fornecedores.

“Na Jaguar Land Rover, nós estamos aumentando a quantidade de material reciclado em nossos produtos, removendo plásticos de uso único ao longo de toda nossa operação, e reduzindo o excesso de lixo durante o ciclo de vida do produto. A parceria com a BASF é apenas uma das iniciativas que estamos desenvolvendo para operar numa economia circular.”

Este é um dos exemplos de dedicação da Jaguar Land Rover em endereçar o desafio de resíduos plásticos. A empresa já colaborou com a Kvadrat para oferecer aos consumidores opções diferentes de bancos que são, ao mesmo tempo, luxuosos e sustentáveis. O material de alta qualidade, disponível inicialmente no Range Rover Velar e no Range Rover Evoque, combina uma mistura de lãs resistentes com um suedecloth técnico produzido com 53 garrafas de plástico recicladas por veículo.

A Jaguar Land Rover já está pronta para alcançar em 2020 a meta de zero resíduos em aterros para as operações no Reino Unido. Isso inclui a remoção de 1.3 milhão m² – equivalente a 187 campos de futebol – de plástico das linhas de montagem, substituindo 14 milhões de itens de plástico de uso único nas operações de negócio.

Em conjunto, esses esforços estão levando a Jaguar Land Rover para o Destino Zero; um desejo de transformar a sociedade em um lugar mais seguro, saudável e com um meio ambiente mais limpo, tudo isso por meio de um processo de inovação contínuo para adaptar seus produtos e serviços com o mundo em constante mudança. O foco da empresa é de alcançar um futuro com zero emissões, zero acidentes e zero congestionamentos.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

MINI comemora aniversário em Pebble Beach com novidades de alta velocidade e alta tensão

A MINI aproveitou a edição deste ano da Semana do Automóvel de Monterey, nos Estados Unido…