James Barclay, chefe da Panasonic Jaguar Racing, está entusiasmado com a chegada de Sam Bird para a próxima temporada da ABB FIA Fórmula E, assim como Mitch Evans, o atual piloto da equipe.

A mudança de equipe do britânico Sam Bird para a temporada 2020/21 da Envision Virgin Racing para a Panasonic Jaguar Racing foi uma das maiores notícias da série de carros elétricos nas últimas semanas.

Bird está com a Virgin desde o nascimento da Fórmula E e conquistou nove vitórias, cinco poles e 19 pódios ao lado da equipe, sendo seu melhor campeonato o de 2017/18, quando terminou em terceiro na competição de pilotos.

No entanto, o piloto de 33 anos vai mudar de equipe a partir da próxima Temporada e a Jaguar já o recebe de braços abertos.

“Estamos muito empolgados com Sam Bird se juntar à equipe, ele é alguém que em todas as temporadas da Fórmula E se mostrou como favorito, sempre lutando por pódios. Somente com o que vimos até agora nesta temporada e também aqui em Berlim já sabemos.”, disse James Barclay, chefe da Jaguar.

“Estamos muito animados com Mitch e Sam, temos uma incrível formação de pilotos. Desse ponto de vista, alguém que é incrivelmente ávido como Sam é algo que todas as equipes querem. Você quer um piloto que busca o sucesso sempre e acho que, juntamente com Sam, faremos uma ótima parceria e realizaremos coisas maravilhosas.”, acrescentou.

O próprio Bird, por sua vez, reconheceu que precisava de uma mudança de ares depois de seis temporadas na Virgin.
“A oportunidade de estar com um fabricante novamente é muito boa. Já falei com a Jaguar algumas vezes e os vi crescer como uma equipe líder. E depois de 6 anos, é bom mudar. ”, disse.

“Eu tenho uma relação muito boa com Mitch, ele é um cara muito legal, ele é amigo de todos. Robin (Frijns) também está sendo um companheiro de equipe incrível, fui abençoado com alguns ótimos companheiros de equipe e com Mitch será assim também.”

Evans, que agora terá um grande desafio com Bird do outro lado da garagem da Jaguar para permanecer como líder da equipe, está feliz por poder contar com a experiência de seu novo parceiro.

“Eu conheço o Sam há vários anos. Eu competi com ele no GP2 em 2013 e depois aqui na Fórmula E. Ele é um dos caras que tem que estar na Fórmula E. Ele teve muito sucesso nas últimas temporadas. Será uma grande contribuição para a equipe. Essa última peça do quebra-cabeça para melhorar nosso nível nas corridas. Estou entusiasmado para que ele se junte a nós e espero fazer uma boa parceria com ele”, disse o piloto neozelandês.

Fonte: ABB FIA Fórmula E
Foto: Divulgação

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…