Mais moderna unidade da FCA no mundo já produziu 600 mil veículos; Polo Automotivo de Goiana alcança ritmo de produção de 1 mil veículos diários

Os números impressionam. Em apenas quatro anos de operação, o Polo Automotivo Jeep®, localizado em Goiana, já produziu 600 mil veículos. O ritmo de produção é intenso e chegou à marca de 1 mil veículos por dia. São 14 meses de operação em três turnos para suprir os consagrados Jeep Renegade, Jeep Compass e Fiat Toro para os mercados brasileiro e sul-americanos. Tudo isso graças à dedicação de 13.600 mulheres e homens que trabalham na Jeep e nas 16 empresas que integram o Parque de Fornecedores, localizado dentro do perímetro fabril.

“O Polo Automotivo Jeep, em Goiana, é a mais moderna unidade fabril da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no mundo e um verdadeiro modelo global em termos de produtividade, inovação e padrões de qualidade”, afirma Antonio Filosa, presidente da FCA para a América Latina, que participou do evento de comemoração pelos quatro anos do Polo Jeep oferecido pelo Governo do Estado de Pernambuco nesta quinta-feira, dia 16, no Palácio Campo das Princesas.

Inaugurado em 28 de abril de 2015, o Polo Automotivo Jeep foi desenvolvido dentro do conceito de Indústria 4.0 e incorpora as premissas do World Class Manufacturing (WCM), que consiste em uma série de procedimentos e técnicas utilizadas para garantir a excelência em processos operativos e a qualidade do produto final.

“Nossas operações em Pernambuco são altamente estratégicas para a FCA na América Latina, pois aqui produzimos veículos desejados e reconhecidos pelo consumidor”, comenta Filosa. “Goiana é o ponto de partida para todo esse sucesso.”

A Jeep lidera o segmento de SUVs no Brasil há três anos consecutivos, sendo um com o Jeep Renegade e dois com o Jeep Compass. E os resultados continuam sólidos em 2019: no quadrimestre, a marca cresceu 26,9% em comparação com igual período de 2018 e manteve-se com participação de mercado de 4,9%, assegurando sua posição entre as dez marcas mais vendidas no país. Já a Fiat Toro, que inaugurou o segmento de picapes médias no país e se tornou uma referência de versatilidade, desempenho e design, está consolidada como a segunda picape mais vendida do Brasil, com 17,824 unidades emplacadas até o final de abril.

Perspectivas e desafios

Ao comemorar quatro anos de operações com números tão expressivos, Goiana receberá importantes aportes até 2024, dentro do atual ciclo de investimentos da FCA na América Latina. A questão mais estratégica para o futuro do Polo está na redução do importante gap logístico da Região Nordeste, que resulta em ineficiências ao longo de toda a cadeia produtiva.

“A questão é delicada e demanda esforços de todas as partes, desde as diferentes esferas governamentais até o setor privado, mas vemos que há consciência sobre as dificuldades e interesse real em resolvê-las”, comenta Filosa. “Estamos trabalhando para ampliar o Parque de Fornecedores e trazer mais empresas para a região, com o objetivo de amenizar os gargalos e aumentar a eficiência. Isso vai resultar em mais oportunidades de emprego e novos negócios.”

Sustentabilidade

Desde a sua concepção, o Polo Automotivo Jeep foi pensado para ser uma referência em sustentabilidade: é Carbono Neutro (pioneiro no setor automotivo na América Latina, projeto referência no Grupo FCA no mundo) e Aterro Zero (100% dos resíduos gerados no Polo são reciclados e reutilizados).

Todos os resíduos gerados no Polo, incluindo o Parque de Fornecedores, vão para a Ilha Ecológica, uma área de 3 mil m² onde os materiais passam por triagem, compactação ou trituração e são enviados para reciclagem e reutilização.

Na Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), o índice de recírculo está entre os maiores do Brasil: 99,5% – ou seja, foi praticamente eliminado o uso de água potável para fabricar carros, o que torna a Jeep uma referência no setor automotivo em gestão hídrica. Todos os meses, cerca de 28 mil metros cúbicos de água (o equivalente a oito piscinas olímpicas) deixam de ser captados da rede pública de abastecimento.

Compromisso com a comunidade

Além de seus muros, a FCA adotou a educação e a cultura como seus principais pilares de investimento social. Para tornar essa opção um fato concreto, a Jeep lançou o Rota do Saber, programa de fortalecimento da educação pública e gratuita na área de influência do Polo Automotivo Jeep, abrangendo seis municípios: em Pernambuco, Igarassu, Paulista, Goiana e Itambé; na Paraíba, Alhandra e Caaporã.

O objetivo do programa é contribuir de forma significativa para a melhoria da qualidade do ensino fundamental público nos municípios de Goiana, Igarassu, Paulista e Itambé, no Estado de Pernambuco, e Alhandra e Caaporã, na Paraíba. O programa abrange 183 escolas, 1,1 mil educadores e impacta diretamente cerca de 30 mil alunos. O Rota do Saber é uma iniciativa da FCA em parceria com a Magneti Marelli, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Instituto Qualidade do Ensino – IQE.

Na área da cultura, a Jeep tem participado de forma cada vez mais ativa do rico e vibrante ambiente pernambucano. Desde o início do ano, a Jeep já apoiou o desfile do Galo da Madrugada e agremiações carnavalescas da Zona da Mata Norte, beneficiadas com o programa “Goyanna Terra Indígena”. Em abril, o Polo Automotivo Jeep apoiou a tradicional encenação da “Batalha das Heroínas de Tejucupapo”, importante manifestação cultural da Zona da Marta Norte.

Nesta quinta-feira (16), o presidente Antonio Filosa anunciou o apoio cultural da FCA à Feira de Negócios do Artesanato (Fenearte), evento que movimentou cerca de R$ 43 milhões em negócios no ano passado.

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

Executivas assumem novas funções de liderança em áreas estratégicas da Fiat Chrysler Automóveis na América Latina

Cristiani Campos assume Diretoria de Desenvolvimento de Novos Negócios; Cristiane Paixão a…