Mais que o dobro do volume de Planos de Manutenção para caminhões em 2018; 150% de aumento nas ativações do sistema de gestão de frota e rastreamento Fleetboard.

A liderança da Mercedes-Benz nas vendas de veículos comerciais em 2018, pelo terceiro ano consecutivo, trouxe, consequentemente, impactos positivos para os negócios de peças e serviços do amplo portfólio de pré e de pós-venda da marca.

“Assim como tivemos a liderança em caminhões e ônibus, temos mais motivos para comemorar, afinal, no ano passado, consolidamos a expansão dos Planos de Manutenção, do Fleetboard e das linhas de peças que oferecemos aos clientes para que eles façam uma boa gestão da frota e da manutenção, otimizando os seus custos operacionais e alcançando a rentabilidade desejada”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Mais do que isso, essas soluções da nossa marca ajudam os transportadores a trabalharem com visão de longo prazo, olhando para o TCO, que é o custo operacional total ao longo de toda a vida do veículo. Assim, eles têm previsibilidade de custos e podem se programar com mais assertividade”.

O executivo destaca ainda o crescimento do Banco Mercedes-Benz, do Consórcio Mercedes-Benz e da SelecTrucks, a unidade de caminhões seminovos. Ou seja, o cliente encontra na própria marca atrativas opções de financiamento do seu Mercedes-Benz zero km, facilitando a renovação e ampliação de frota.

“Esse abrangente portfólio de produtos e serviços chega ao mercado por meio da nossa Rede de Concessionários, que conta com cerca de 180 pontos de atendimento em todos os estados do território nacional”, informa Roberto Leoncini. “Essa é uma grande vantagem competitiva da marca, porque o que faz a diferença no mercado, juntamente com veículos de qualidade, produtividade e rentabilidade, é o serviço especializado e focado nas necessidades dos clientes, disponibilizado onde quer que eles estejam, seja em sua região ou em qualquer parte desse imenso País de dimensão continental”.

Crescimento de vendas em todas as frentes

Em 2018, a Mercedes-Benz registrou mais do que o dobro do volume de vendas de Planos de Manutenção para caminhões. Foram 5.400 contratos, 110% a mais em relação aos 2.600 do ano anterior. Com isso, 27% dos caminhões negociados pela marca em 2018 tiveram Planos de Manutenção, com maior demanda no setor sucroalcooleiro, combustíveis e grãos.

O avanço do sistema de gestão de frota e rastreamento Fleetboard no País também foi muito expressivo no ano passado, com crescimento de 150% nas ativações, chegando ao volume de 5.300 caminhões com a tecnologia ativa em 2018, principalmente voltado a empresas de transporte de produtos químicos, combustíveis e grãos.

Os negócios com veículos seminovos da SelecTrucks também avançam no mercado brasileiro. Por meio de suas três lojas próprias (Mauá/SP, Betim/MG e São José dos Pinhais/PR) e das unidades em parceria com concessionários (Sambaíba em Campinas/SP e Pirasa, em Limeira/SP), a SelecTrucks alcançou 81% de crescimento nas vendas de caminhões seminovos, com aproximadamente 1.500 unidades em 2018. Além disso, a Mercedes-Benz vendeu mais de 800 caminhões zero km envolvendo troca com usados de clientes como parte da negociação.

O Banco Mercedes-Benz registrou um montante de R$ 2,585 bilhões em novos negócios ao longo do ano passado, o que significa 58% de crescimento em relação a R$ 1,639 bilhão no acumulado de 2017. Já o Consórcio Mercedes-Benz comercializou 2.000 cotas em 2018, mantendo o mesmo patamar do ano anterior.

Crescimento de venda por segmentos de caminhões e ônibus

No balanço anual de vendas de caminhões no Brasil, a Mercedes-Benz, que liderou este mercado, registrou aumento no volume de emplacamentos em todas as linhas de produto. Foram 202% nas vendas dos extrapesados Actros (4.529 unidades), mais de 81% com os Axor (4.214 unidades), 29% com caminhões Atego (5.956 unidades) e 14% com os modelos Accelo (4.326 unidades).

Entre os setores que mais compraram caminhões em 2018, destacam-se o agronegócio (grãos, cana-de-açúcar e madeira), logística, combustíveis e químicos, mineração, bebidas e varejo.

No ano passado, a Mercedes-Benz reafirmou sua destacada liderança de mercado em ônibus no Brasil. No segmento urbano, o volume de vendas (5.852 unidades) foi 18% superior em relação a 2017 (4.973 unidades); em rodoviários, o crescimento foi de 43% (1.977 unidades x 1.385 unidades); em fretamento, foram 126% a mais (1.309 unidades x 579 unidades); em micro-ônibus, o aumento foi de 63% (3.295 unidades x 2.018 unidades).

As renovações e ampliações de frota puxaram as vendas de ônibus em 2018, especialmente para o transporte coletivo urbano de grandes capitais do Sudeste, Sul e Nordeste. Também houve aumento para fretamento e rodoviários.

Mercedes-Benz lidera as vendas de caminhões e ônibus no Brasil

A Mercedes-Benz do Brasil liderou as vendas de caminhões em 2018. Foram mais de 21 mil unidades da marca emplacadas, levando a 28% de participação de mercado. O volume comercializado é 44% superior ao obtido em 2017. O grande destaque do ano foi o avanço da marca em caminhões pesados, o segmento que mais representa o crescimento da atividade econômica no País. Com quase 10.000 unidades emplacadas, a Mercedes-Benz liderou o segmento em 2018, dobrando as vendas em relação a 2017, saindo de 26% para 28% de participação nesta competitiva categoria.

No ano passado, a Mercedes-Benz aumentou em cerca de 24% as vendas de ônibus no Brasil em relação a 2017, com 7.458 unidades emplacadas. Dessa forma, manteve sua liderança no segmento acima de 8 toneladas de PBT, com mais de 50% de participação, sendo 79% em urbanos e 55% em rodoviários.

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-AMG GLC 63 4M chega às pistas mais conectado e inteligente

Motor V8 biturbo de 476 cv assegura o desempenho tradicional da Mercedes-AMG Para completa…