Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

 
A categoria GP Máster, que nesta temporada passou a ser integrar o grid da GP Light, tem uma boa disputa pela liderança do Moto 1000 GP. O piloto paulista Sidnei Scigliano, da equipe Motrix-Scigliano Racing, marca 43 pontos, um ponto a mais que o carioca Alberto Braga, da Center Moto Racing Team. Eles foram os vencedores das duas primeiras corridas, disputadas nos dias 21 de abril, no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo (SP), e 26 de maio no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR).
 
A próxima corrida, marcada para 23 de junho novamente em Interlagos, deve esquentar ainda mais a rivalidade para se alcançar o topo da classificação, uma vez que o traçado paulista é um dos mais técnicos, e também, o mais conhecido por um grande número de pilotos. “Penso que tenho que aproveitar o máximo o fato de conhecer bem a pista. É uma pista completa, com todas as variantes possíveis para um piloto. Quem anda bem em Interlagos se adapta aos outros autódromos do calendário”, explicou Scigliano, atual líder do GP Máster.
 
\"\"
 
Para ele, somente a regularidade não passa ser um fator determinante para o título. “É um misto de regularidade, mas também ousadia. Para ser campeão é importante tentar algo a mais sempre. O Braga, assim como o próprio Russo, são concorrentes de peso e têm totais condições de título”, lembrou, citando o vice-líder da temporada, campeão em 2012, e também Othon Russo, piloto da Crazy Dog, terceiro colocado com 31 pontos.
 
A próxima etapa também é aguardada com ansiedade pelo vice-líder Alberto Braga. “A expectativa é grande. Interlagos é a pista onde os pilotos mais andam, treinam e correm. Dessa forma, o equilíbrio deve ser uma atração a mais. Mas corrida é corrida, e tem situações que um piloto enfrenta que podem ajudar ou não. Claro, a intenção é sempre vencer”, sintetizou Braga.
 
Todas as motocicletas do Moto 1000 GP utilizam como combustível a gasolina Petrobras Podium e como lubrificante o Lubrax Tecno Moto. Petrobras e Lubrax patrocinam a competição ao lado da BMW Motorrad e da Michelin, que fornece os pneus Power Slick, da GP 1000, e Power Cup, da GP Light, da GP 600 e da GPR 250, a todas as equipes. O campeonato tem o apoio de Beta Ferramentas, Shoei, LeoVince, Bell, Servitec, Calfin, Tutto Moto e Peterlongo.
 
Após duas etapas do Moto 1000 GP, válido oficialmente como Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, a categoria GP Máster tem a seguinte classificação:
 
1º) Sidnei Scigliano (SP/Motrix Scigliano Racing), Kawasaki, 43
2º) Alberto Braga (RJ/Center Moto Racing Team), Kawasaki, 42
3º) Othon Russo, (RJ/Crazy Dog), Honda, 31
4º) Nelson Gonçalves de Oliveira (RJ/SBK Rio-Os Impossíveis), BMW, 22
5º) Victor Braga (RJ/SBK Rio), Kawasaki, 21
6º) Egon Kothy, (RJ/GP Rio), BMW, 21
7º) Levy Mendes Lopes (RJ/SBK Rio), BMW, 13
8º) Elson Tenebra Otero (SP/Tripa Racing-Rota K), Kawasaki, 10
9º) Guilherme Emmer Gomes (RJ/SBK Rio), Kawasaki, 8
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Fundação Volkswagen lança o Moveaê, seu novo jogo de mobilidade urbana

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Game está disponível para computa…