\"\"Lucas di Grassi segue como piloto titular da Audi Sport no Campeonato Mundial de Endurance (FIA WEC) e fará em 2015 sua terceira temporada pertencendo aos quadros de Ingolstadt. Quarto colocado no campeonato deste ano, com 117 pontos e tendo o segundo lugar nas 24 Horas de Le Mans e nas 6 Horas de Austin como principais resultados, o brasileiro terá um novo integrante no trio que será responsável por pilotar o Audi R18 e-tron quattro. Será o britânico Oliver Jarvis, que substitui o dinamarquês recordista de vitórias em Le Mans, Tom Kristensen, dono de nove triunfos e que anunciou sua aposentadoria em novembro.
 
Agora, Lucas di Grassi, Loïc Duval e Oliver Jarvis pilotarão o carro número 8 já inscrito para a próxima temporada do FIA WEC, que se inicia em 12 de abril com as 6 Horas de Silverstone. O ano se aproxima do fim, mas a Audi Sport Team Joest continua trabalhando forte visando a próxima temporada.
 
"Foi um ano muito bom, com a dobradinha da equipe nas 24 Horas de Le Mans e o melhor resultado do Brasil no geral da corrida, mas a temporada foi de algumas dificuldades, principalmente em questões relacionadas ao regulamento, que nos deixaram um pouco atrás em outras corridas do campeonato. Mas estou muito empolgado com o que está por vir. O time todo está trabalhando em ritmo intenso e tenho certeza de que resultados ainda melhores virão", disse o piloto de 30 anos.
 
Lucas fez sua primeira aparição pela Audi nas 6 Horas de São Paulo de 2012, substituindo o recém-aposentado Rinaldo Capelo. A participação do brasileiro, que não garantia nenhum tipo de vínculo com a marca das quatro argolas, impressionou os alemães. Correndo ao lado de Allan McNish e Tom Kristensen, Lucas fez a melhor volta da Audi na classificação e a melhor volta da corrida, terminando a prova em terceiro lugar.
 
Desempenho que fez a Audi lhe oferecer um contrato de longa duração. Em 2013 ele fez corridas esporádicas: foi segundo nas 12 Horas de Sebring (extra-campeonato), também foi ao pódio nas 6 Horas de Spa-Francorchamps e estreou com o terceiro lugar nas 24 Horas de Le Mans. Com a aposentadoria de Allan McNish no final de 2013, Di Grassi, de 30 anos, foi alçado à condição de titular.
 
"Vou para o meu segundo ano como titular da Audi, o que me deixa feliz e confiante. Acho que o sentimento é recíproco em relação à equipe, que confia no meu trabalho e me dá todo o suporte para que eu possa dar meu melhor na pista e nos testes. O que eu encontrei aqui na Audi é diferente de tudo o que eu já vivi no automobilismo: posso chamar este time de família, pois fui bem recebido da primeira vez que vesti o macacão com as lendárias quatro argolas. Estou feliz com a Audi como eu nunca fui na minha carreira", filosofou o atual líder da Fórmula E, primeira categoria de carros elétricos da FIA.
 
Lucas dividiu o carro com Oliver Jarvis nas 6 Horas de Spa e nas 24 Horas de Le Mans de 2013, quando o trio formado por eles e pelo espanhol Marc Genè terminou em terceiro no ano de estreia de Di Grassi em La Sarthe. "O Jarvis já está na Audi há pouco mais tempo, disputou o DTM com eles e fizemos as corridas de Spa e Le Mans juntos ano passado. É um piloto extremamente talentoso e versátil – que também já venceu em Macau, dois anos depois da minha vitória. Ele é muito comprometido com o time. Acho que a Audi acertou em trazê-lo conosco para substituir o Tom (Kristensen)", analisou.
 
Os patrocinadores pessoais de Lucas di Grassi, Eurobike e Aethra, juntos do piloto já há vários anos, continuam com o piloto brasileiro em 2015.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

GM apresenta sua primeira picape 100% elétrica

HUMMER EV conta com potência estimada de 1.000 cv, baterias Ultium com autonomia superior …