Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

 

 
\"\"Nos últimos 14 anos, mais de 456 milhões de pneus de passeio se transformaram em asfalto, grama sintética ou mesmo sola de sapato no Brasil. Isso porque, desde 1999, uma lei determina a reutilização do material, considerado tão prejudicial ao meio ambiente quando descartado de forma inadequada.
 
O tema foi um dos assuntos debatidos durante o 1º Seminário Internacional sobre Eficiência Energética de Veículos Pesados, promovido pela CNT e pelo programa Ambiental Despoluir, nos dias 5 e 6 de junho, em Brasília.
 
De acordo com o secretário executivo da Associação Nacional da Indústria de Pneus (Anip), Marcelo Prícoli, a indústria conta com um programa próprio de reciclagem. Criado em 2007, o Reciclanip possui 800 pontos de coleta em todo o país. “A coleta de pneus inservíveis funciona a partir de pontos articulados com as prefeituras dos municípios. Diariamente, 65 caminhões circulam carregando esses pneus”, detalha.
 
Partindo desses pontos, 60% do total tem como destino a indústria de cimento. Os demais 40% são utilizados como matéria prima de sola de sapato, granulados de asfalto, gramas sintéticas e outros.
 
“Desde o início do programa, o setor já investiu mais de 194 milhões de dólares em reciclagem. Um total de 2,28 milhões de toneladas de material foi reaproveitado”, conta Prícoli (foto ao lado).
Investimentos
 
Em 2012, as 17 fábricas, distribuídas em seis estados, produziram 62,7 milhões de pneus – isso sem considerar os pneus de bicicleta. Essa produção tem como destino as montadoras (que recebem 50% desse montante); o mercado de reposição (25%) e a exportação (25%). As vendas, por sua vez, chegaram a 67,9 milhões de unidades no mesmo ano.
 
Entre 2006 e 2011, o setor investiu 2,5 bilhões de dólares nas fábricas, e pretende investir outro 1,5 bilhão até 2015, com o objetivo de ampliar a produção nacional. No ano passado, o faturamento foi de R$ 10,9 bilhões.
 
De acordo com os dados da Anip, a indústria de pneus gera 26.200 mil empregos diretos e outros 140 mil indiretos.
 
Pneu verde
 
Um pneu que tem conquistado um mercado cada vez maior em todo o mundo é chamado pneu verde. “Esse tipo de pneu é feito por misturas de compostos e borrachas, além de uma arquitetura diferenciada, para permitir que você perca menos energia. A ideia é reduzir o atrito com o solo o que, por conseqüência, reduz o consumo de combustível”, explica o gerente do centro de tecnologia da América do Sul da Michelin, Celso de Oliveira Chaves.
 
Segundo ele, o pneu verde, comparado com um normal, pode reduzir de 3 a 6% o uso de combustível. “O menor consumo também diminui as emissões de poluentes”, afirma.
 
Fonte: Agência CNT de Notícias
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Fiat Argo Sting reforça esportividade do modelo

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Novo kit bicolor da Mopar permite…