Os amortecedores, parte integrante do sistema de suspensão, são essenciais para assegurar a dirigibilidade do veículo, por isso, é necessário que os motoristas mantenham a manutenção em dia. Perda de estabilidade em curva e balanço excessivo do veículo podem indicar hora da troca dos componentes.
 
O Dia do Motorista, comemorado em 25 de julho, remete a relevantes questões como a importância da manutenção preventiva e corretiva dos veículos para a segurança no trânsito. Um dos componentes mais importantes na harmonização dos quesitos conforto e segurança dos veículos, o amortecedor merece especial atenção na hora da reparação. Os amortecedores sofrem constantemente com o movimento de sobe e desce durante os trajetos realizados com o veículo e, com o passar do tempo, esses componentes, que pertencem ao conjunto de peças que compõe a suspensão, apresentam fadiga e desgaste. “Em caso de necessidade de substituição de amortecedores é preciso que os motoristas tenham muito cuidado. Amortecedor recondicionado não é recomendado por ser considerado um risco à segurança do trânsito”, afirma Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata.
 
Segundo Silva, grande parte das peças, denominadas recondicionadas, apenas recebe uma nova pintura ou troca de óleo e vão para as prateleiras. Ele explica que para trocar o óleo, fura-se o tubo para esgotar o fluido original. Ao efetuar este processo, cavacos podem ser derrubados dentro do amortecedor, provocando, assim, maior atrito e desgaste entre as peças internas. Além disso, o óleo colocado também não suporta a temperatura de trabalho dos amortecedores.
 
Indícios de desgaste – O amortecedor é indispensável para garantir conforto, desempenho e estabilidade do carro, por isso, segundo Silva, é preciso ficar atento com as condições de uso desse componente. A peça também é responsável por reduzir o espaço de frenagem do veículo.
 
“Os motoristas devem prestar atenção aos movimentos do veículo. Dificuldade para fazer curvas e balanço excessivo podem ser sinais de que os amortecedores não estão em boas condições”, alerta.
 
A recomendação é manter a manutenção em dia. “Quando ocorrer algum sinal de mau funcionamento deve ser feita uma revisão, e, se for o caso, substituir a peça, pois um amortecedor danificado, além de trazer desconforto aos ocupantes e maior desgaste de pneus, é risco para graves acidentes”, conclui.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
Os amortecedores, parte integrante do sistema de suspensão, são essenciais para assegurar a dirigibilidade do veículo, por isso, é necessário que os motoristas mantenham a manutenção em dia. Perda de estabilidade em curva e balanço excessivo do veículo podem indicar hora da troca dos componentes.
 
O Dia do Motorista, comemorado em 25 de julho, remete a relevantes questões como a importância da manutenção preventiva e corretiva dos veículos para a segurança no trânsito. Um dos componentes mais importantes na harmonização dos quesitos conforto e segurança dos veículos, o amortecedor merece especial atenção na hora da reparação. Os amortecedores sofrem constantemente com o movimento de sobe e desce durante os trajetos realizados com o veículo e, com o passar do tempo, esses componentes, que pertencem ao conjunto de peças que compõe a suspensão, apresentam fadiga e desgaste. “Em caso de necessidade de substituição de amortecedores é preciso que os motoristas tenham muito cuidado. Amortecedor recondicionado não é recomendado por ser considerado um risco à segurança do trânsito”, afirma Jair Silva, gerente de qualidade e serviços da Nakata.
 
Segundo Silva, grande parte das peças, denominadas recondicionadas, apenas recebe uma nova pintura ou troca de óleo e vão para as prateleiras. Ele explica que para trocar o óleo, fura-se o tubo para esgotar o fluido original. Ao efetuar este processo, cavacos podem ser derrubados dentro do amortecedor, provocando, assim, maior atrito e desgaste entre as peças internas. Além disso, o óleo colocado também não suporta a temperatura de trabalho dos amortecedores.
 
Indícios de desgaste – O amortecedor é indispensável para garantir conforto, desempenho e estabilidade do carro, por isso, segundo Silva, é preciso ficar atento com as condições de uso desse componente. A peça também é responsável por reduzir o espaço de frenagem do veículo.
 
“Os motoristas devem prestar atenção aos movimentos do veículo. Dificuldade para fazer curvas e balanço excessivo podem ser sinais de que os amortecedores não estão em boas condições”, alerta.
 
A recomendação é manter a manutenção em dia. “Quando ocorrer algum sinal de mau funcionamento deve ser feita uma revisão, e, se for o caso, substituir a peça, pois um amortecedor danificado, além de trazer desconforto aos ocupantes e maior desgaste de pneus, é risco para graves acidentes”, conclui.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Dia Nacional do Trânsito: a importância da revisão de segurança

Especialista cita e explica itens que devem ser checados no carro Levando em consideração …