Objetivo do compromisso: neutralidade quanto ao carbono de todas as empresas signatárias dez anos antes da meta estabelecida pelo Acordo de Paris

“Na Mercedes-Benz, estabelecemos uma meta ambiciosa para nós mesmos, visando fazer da transformação da mobilidade uma história de sucesso. Ao nos juntar ao The Climate Pledge estamos reforçando nossa meta de atingir consistentemente a mobilidade livre de emissões e a produção de veículos sustentável. Estamos com a Amazon, a Global Optimism e outros signatários do The Climate Pledge em um compromisso de estarmos livres de emissões de carbono até 2040 – dez anos antes da data prevista pelo Acordo de Paris. Estou feliz por conseguirmos reforçar ainda mais nosso impulso em nossa ofensiva de sustentabilidade com esse passo”, afirma Ola Källenius, Chairman do Conselho de Administração da Daimler AG e da Mercedes-Benz AG.

“Acolhemos a ousada liderança demonstrada pela Mercedes-Benz ao assinar o The Climate Pledge e assumir o compromisso com ações ambiciosas para enfrentar as mudanças climáticas”, afirmou Jeff Bezos, fundador e CEO da Amazon. “Precisamos de inovações contínuas e parcerias com fabricantes automotivos como a Mercedes-Benz para eliminar o carbono do setor de transportes e enfrentar a crise climática. O acréscimo dos 1.800 veículos elétricos de entrega é mais um passo em nossa jornada para construir a frota de transportes mais sustentável do mundo, e estaremos nos movendo rápido para levar essas vans para as ruas este ano.”

Um ano atrás a Mercedes-Benz apresentou o Ambition2039, um programa para a mobilidade livre de emissões de CO2. Com isso, a empresa está focando a cadeia de valor por inteiro, desde o desenvolvimento da rede de fornecedores, sua própria produção, até a eletrificação dos produtos e, além disso, fontes de energia renováveis para a fase de uso dos veículos elétricos. Com sua meta de que tenhamos uma frota de veículos livres de CO2 formada de veículos novos em menos de 20 anos, a empresa está dando uma importante contribuição para reduzir a velocidade das mudanças climáticas. A companhia já está fazendo bons progressos nessa direção: ao final deste ano, o portfólio global de veículos compreenderá cinco modelos totalmente elétricos e mais de 20 híbridos tipo “plug-in”.

Amazon encomendou mais de 1.800 veículos elétricos da Mercedes-Benz Vans

Na última sexta-feira, 28, a Mercedes-Benz Vans e a Amazon anunciaram a maior encomenda de veículos elétricos da Mercedes-Benz já ocorrida até o momento: mais de 1.800 vans eVito e eSprinter elétricas da Mercedes-Benz Vans serão entregues à Amazon a partir deste ano para serem usadas por toda a Europa. A encomenda inclui cerca de 600 eVito de médio porte e mais de 1.200 veículos da van de grande porte eSprinter.

“Estou muito feliz por termos intensificado ainda mais nossa parceria de longa data com a Amazon e por trabalharmos juntos no futuro com baterias elétricas para os transportes”, diz Marcus Breitschwerdt, Head da Mercedes-Benz Vans. “Com as vans eVito e eSprinter, temos veículos elétricos em nosso portfólio que se ajustam da maneira ideal aos requisitos da indústria de entregas de volumes, entregas expressas e de encomendas para funcionarem no esquema de entregas de bens conhecido como ‘last mile’ em termos de seus equipamentos e de sua autonomia. Elas demonstram que a condução livre de emissões locais, o desempenho convincente, o conforto e os baixos custos operacionais podem ser perfeitamente combinados.”

Na Europa, a eletrificação do trânsito dentro do esquema conhecido como ‘last mile’ está progredindo. O setor de serviços de entregas de documentos, pacotes e expressas tem sido o grande impulsionador nessa área. O crescente comércio online e os serviços flexíveis de entregas dos últimos anos não só trouxeram um aumento do trânsito interno, mas cidades também levaram ao aumento dos sistemas de propulsão livres de emissões locais em áreas urbanizadas.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Hyundai inicia exportação do Brasil para Argentina

País é o quarto da América do Sul a receber veículos a partir da fábrica de Piracicaba (SP…