Desse total, 150 caminhões são equipados com MirrorCam, tecnologia exclusiva que substitui os retrovisores convencionais

Após reafirmar a liderança nas vendas de caminhões e ônibus no País no ano passado, a Mercedes-Benz começa 2020 com uma grande conquista: em apenas três meses após o início das vendas do Novo Actros, a Empresa já tem cerca de 500 unidades negociadas do caminhão mais inteligente, conectado e eficiente do Brasil, além de ser o primeiro digital do mercado. As entregas aos clientes ocorrerão a partir de abril.

“Desses 500 Novos Actros, adianto que 150 caminhões são equipados com MirrorCam, nosso exclusivo sistema que substitui os retrovisores convencionais por câmeras digitais, uma grande novidade tecnológica que trouxemos para o mercado brasileiro”, diz Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Nossa expectativa era muito positiva quanto à aceitação do Novo Actros pelos clientes, mas chegar a 500 unidades negociadas em 90 dias é motivo de muita satisfação. A forte procura por esse modelo top de linha reforça a nossa crença no sucesso desse caminhão totalmente inovador no Brasil”.

Segundo o executivo, o Novo Actros chega ao mercado em momento mais positivo para a economia. “Acreditamos num volume maior de renovações e ampliações de frotas, tanto de caminhões como de ônibus, e numa velocidade ainda maior em 2020”, projeta Schiemer. “A inflação está sob controle, as taxas de juros estão em um nível mais baixo e as reformas estão em andamento. Ou seja, a conjuntura é favorável para que o Brasil acelere seu crescimento, como tanto esperamos, e o aumento nas vendas é um sinal significativo dessa retomada”.

A Mercedes-Benz, assim como a Anfavea, acredita que as vendas totais de caminhões no Brasil deverão se aproximar de 120.000 unidades este ano, 18% a mais em relação às 101.334 de 2019. As principais demandas virão do agronegócio, varejo, logística, bebidas, mineração, transporte de combustíveis e produtos químicos e, como novidade, da construção civil, que nos últimos anos teve baixa demanda. “Nosso desafio é manter a liderança nas vendas de caminhões, repetida pelo quarto ano consecutivo em 2019, e acompanhar as vendas mais diluídas entre os segmentos de leves e médios”, afirma Schiemer.

Para os negócios de ônibus, a expectativa é que o mercado brasileiro alcance 23.000 unidades em 2020, de acordo com a Anfavea. Esse total corresponde a aproximadamente 10% de crescimento sobre os 20.741 emplacamentos do ano passado. “As renovações de frota de ônibus urbanos e as aquisições para o programa Caminho da Escola, que foram muito expressivas em 2019, deverão perder fôlego em função das eleições municipais. Porém, outros segmentos, como rodoviários, urbanos e micros, mostram potencial de vendas. Nosso objetivo é manter a tradicional liderança da Mercedes-Benz”, diz Schiemer.


Empresa investe na expansão da Indústria 4.0

A Mercedes-Benz vem seguindo à risca o plano de investimentos de R$ 2,4 bilhões no Brasil entre 2018-2022. Isso já envolveu a implantação da Linha de Cabinas 4.0 em São Bernardo do Campo (SP) e o desenvolvimento do Novo Actros.

“A modernização de nossas fábricas e dos processos de produção também dá corpo à nossa receita”, diz Schiemer. “A partir de 2020, as próximas etapas da Indústria 4.0 envolvem a linha de produção de chassis de ônibus, agregados e as atividades de logística. O planejamento envolve até uma Rede de Concessionários da era 4.0. Além disso, continuaremos investindo em novos veículos, serviços e tecnologias, como, por exemplo, na preparação dos produtos para a futura legislação de emissões Euro 6, prevista para 2023 no Brasil”.

Mercedes-Benz lidera as vendas de caminhões e ônibus em janeiro

A Mercedes-Benz é líder de vendas de caminhões e ônibus em janeiro. No segmento de caminhões, a partir de 3,5 toneladas, cerca de 2.350 unidades foram emplacadas, o que resulta em cerca de 32% de participação. Neste primeiro mês do ano, também foram vendidos mais de 850 ônibus da marca, com 58% de market share (classificação a partir de 8 toneladas). “Fechamos 2019 comemorando a liderança e já começamos 2020 com bons resultados, o que nos motiva a voar ainda mais alto”, diz Leoncini.

O executivo lembra de algumas grandes vendas de 2019, como 760 Actros e Axor para operações da Raízen, 500 caminhões para transporte de bebidas da Ambev e 100 Actros para a Brasil Central. Também foram entregues 590 ônibus para Brasília (DF) e 170 para Salvador (BA), além de 1.021 micro-ônibus para o programa Caminho da Escola.

“Projetamos mais crescimento nas vendas de caminhões em 2020. Além dos 500 Novos Actros já negociados, temos outras vendas importantes em andamento com caminhões leves e médios Accelo, semipesados Atego, extrapesados Axor e modelos de ônibus urbanos e rodoviários”, antecipa Leoncini. “Em suma, o excelente ritmo de vendas de 2019, que se repete agora nesse começo de 2020, nos dá sustentação para projetar um volume maior ao longo deste ano”.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…