Com o lançamento de um novo posto de trabalho para o motorista nos caminhões Atego, Axor e Actros, com destaque para a nova geração de bancos, a Mercedes-Benz começa a antecipar as novidades que serão grandes atrações da marca na Fenatran 2017, o Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas.
“O novo posto de trabalho assegura um alto nível de ergonomia e facilita a operação no dia a dia do motorista, o que se traduz em maior conforto e produtividade”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Peças & Serviços Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Ao trabalhar de uma forma mais cômoda e prática, o motorista obtém melhor desempenho do veículo, com mais segurança e economia, contribuindo assim para a redução de custos operacionais e, consequentemente, para a rentabilidade da empresa de transporte. Além disso, o bem-estar a bordo garante a tranquilidade e a satisfação do motorista”.
“Na Fenatran, todos os caminhões Atego, Axor e Actros trarão esse elevado nível de conforto”, informa Leoncini. “Com isso, tanto os empresários e os executivos das empresas de transporte, como os profissionais autônomos e os motoristas, poderão apreciar o elevado padrão do posto de comando das nossas cabinas, o que passa a ser mais um importante diferencial da marca em um mercado tão competitivo”.
 

Novos bancos foram desenvolvidos para atender o biotipo do brasileiro
A nova geração de bancos é um ponto-chave da evolução no posto de comando dos motoristas nos caminhões Atego, Axor e Actros. Tanto o banco do motorista, quanto o do acompanhante, foram concebidos e produzidos pela equipe do Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Mercedes-Benz do Brasil, em parceria com fornecedores.
“Os novos bancos foram projetados de acordo com o biotipo do motorista brasileiro, priorizando o bem-estar e a satisfação de quem passa horas ao volante”, afirma Leoncini. “O desenvolvimento local levou em conta as características do transporte e os hábitos de quem dirige caminhão pelo imenso território nacional, o que foi captado em clínicas, pesquisas, demonstrações, eventos e test-drives, reforçando, mais uma vez, que seguimos à risca o compromisso do slogan ‘As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve.’. Como resultado, oferecemos o melhor banco do mercado, feito aqui mesmo no Brasil e pensando nas expectativas e na satisfação dos nossos motoristas”.
Com design diferenciado e oferecidos nas versões Estático e Pneumático – “Standard” e “Conforto” –, os novos bancos dos caminhões Mercedes-Benz se caracterizam pelo encosto com perfil mais envolvente, que remete à imagem de um arrojado banco de automóvel. Os assentos tiveram sua espessura de espuma aumentada em 10 mm em relação à versão anterior. O novo acabamento, em tecido ou vinil, está mais macio, aumentando a sensação de conforto, além de facilitar a limpeza.
 
Todos os bancos (motorista e 1° acompanhante) têm cintos de segurança integrados, aumentando ainda mais o conforto dos profissionais da estrada. Os apoios laterais envolventes propiciam melhor acomodação das costas em qualquer situação. Além disso, o ajuste lombar pneumático, disponível na versão “Conforto”, tem duas bolsas infláveis para apoio lombar e duas para apoio lateral, propiciando um ajuste perfeito para cada biotipo de motorista.
A Mercedes-Benz também agregou novidades às camas disponíveis nas Cabinas Leito e Estendidas. O revestimento passou a ser confeccionado com um tecido de mais elasticidade. A espuma é laminada, com espessura de 120 mm, propiciando maior conforto ao motorista no seu período de descanso.
Tacógrafo digital é item de série para os caminhões Mercedes-Benz
A Mercedes-Benz também agrega em toda a sua linha de caminhões o novo tacógrafo digital BVDR (Brazilian Vehicle Data Recorder), importante inovação de série que traz maior praticidade e mais economia ao cliente.
Todas as informações são gravadas em memória interna do tacógrafo digital e podem ser extraídas para armazenamento externo, em um pen drive, por meio de uma porta USB, ou via WEB. Além disso, a identificação do motorista é feita por meio de botões no painel frontal do próprio aparelho. O sistema identifica mais de um motorista, com capacidade máxima de 50 condutores.
Os dados gravados pelo tacógrafo incluem a velocidade do caminhão, distância percorrida, rotação do motor, velocidade máxima e status do veículo (parado ou em movimento). Também armazena informações do motorista (código do motorista, número da CNH, início e fim da condução) e do veículo (chassi e placa).  
Os relatórios podem ser extraídos diária ou semanalmente, otimizando o monitoramento por parte dos gestores da frota, com praticidade, transparência e segurança.
 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Porsche atinge recorde de veículos entregues em um mesmo ano no Brasil

A Porsche entregou 2.130 automóveis no mercado brasileiro nos primeiros nove meses de 2020…