Algumas medidas simples, ao alcance de qualquer pessoa, podem evitar problemas futuros

Neste momento de isolamento social, ficar em casa é a principal recomendação. E com isso, seu carro também acaba ficando quietinho, na garagem. Para evitar que os consumidores tenham problemas futuros com os veículos, a Mopar, marca de pós-vendas da Fiat Chrysler Automóveis, em conjunto com o departamento de Qualidade do grupo FCA, montou uma lista de cuidados simples, mas que podem fazer muita diferença:

Veículo sem sair da garagem (até 30 dias)

Bateria – Considere desconectar o polo negativo se o veículo for permanecer imóvel mais de uma semana. No momento da reconexão, é preciso estar atento ao encaixe do polo e lembrar que algumas informações poderão ser desconfiguradas, como o odômetro parcial e o relógio.
Para-brisa e vidro traseiro – Se o carro ficar exposto ao sol, levante as palhetas dos limpadores.

Combustível – Caso o nível do tanque esteja acima da reserva, ligue o motor a cada 10 dias por cinco minutos para renovar o combustível no sistema de alimentação.

Carroceria – Mantenha o veículo externamente limpo a fim de manter a pintura em bom estado. Para garagens abertas, o melhor é providenciar uma capa de proteção.

Óleo do motor – Vale conferir o nível do lubrificante, que deve estar entre a marcação máxima e mínima.

Discos de freio – A oxidação nas superfícies dos discos de freio é considerada normal quando o veículo está rodando pouco. Devido aos discos serem feitos de compostos de ferro, quando expostos à umidade ocorre a oxidação. Mas não há motivo para preocupação, pois o processo é superficial e não compromete a qualidade da peça.

Após as primeiras frenagens, o próprio contato das pastilhas de freio será capaz de remover a oxidação nos discos. Também poderão surgir ruídos nessas primeiras utilizações que desaparecerão logo após o período de limpeza dessa camada oxidada. Não se deve aplicar nenhum produto para limpeza ou proteção dos discos, para evitar a alteração das características de atrito da pastilha com o disco, o que pode comprometer a eficiência da frenagem.

Veículo que vai rodar trajetos curtos

Calibração de pneus – Pneus com pressão inadequada e estacionados por longo tempo podem se deformar e aumentar o consumo de combustível. Ao retornar com a utilização do veículo, fazer a calibração de acordo com as indicações do manual do carro.

Ar-condicionado/ventilação – Para evitar odores no sistema, ligue o aquecedor por 5 a 10 minutos, com a recirculação de ar acionada.

Limpeza interna – Em relação a este quesito fundamental para quem for utilizar o carro, é importante ter produtos adequados e evitar o uso em excesso deles, o que pode causar danos a componentes eletrônicos.

Os seguintes itens devem ser higienizados com álcool (isopropílico 70% ou etílico 70%), aplicado com pano de microfibra umedecido:
– maçaneta
– puxador da porta
– comando dos vidros
– comando de regulagem dos retrovisores
– retrovisor interno
– difusores de ar
– comando do ar-condicionado
– iluminação interna
– comando do teto solar
– comandos do volante

As lentes do quadro de instrumentos e frontal do rádio não devem ser limpas com álcool.

Para os componentes identificados a seguir, a limpeza deverá ser feita com uma mistura de água (200 ml) e detergente neutro (25 ml, ½ copinho de café), aplicada com pano de microfibra umedecido ou esponja:
– painel principal
– aro do volante
– manopla do câmbio
– alavanca do freio de estacionamento
– revestimento dos bancos
– tecido dos painéis de porta
– tapete de borracha e carpete

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

Renault lança grupo de afinidade Access@Renault, voltado à inclusão de pessoas com deficiência

Lançamento do grupo de afinidade reforça a compromisso da montadora com a diversidade e in…