\"\"

 
O quarto lugar da dupla Mads Ostberg/Jonas Andersson no Rali da Espanha, penúltima etapa do Campeonato Mundial de Rali, foi fundamental para a equipe Citroën permanecer na luta pelo vice-campeonato de equipes. Além disso, restando uma etapa para o término da temporada, a dupla subiu para o quarto lugar nos campeonatos de pilotos e navegadores.
 
Consistente durante todo o rali, Ostberg fez uma prova calculada e controlou seu andamento na fase final. Com reduzidas possibilidades de melhorar de posição, o piloto norueguês manteve um olho no espanhol Dani Sordo, seu mais próximo perseguidor, e largou para os estágios finais com um único objetivo: andar o mais forte possível para conservar o quarto lugar. Com o resultado confirmado, Ostberg subiu duas posições no campeonato.
 
Kris Meeke, também piloto da Citroën, teve dois pneus furados no início do rali e, de imediato, perdeu todas as possibilidades de alcançar uma boa colocação. Fora da zona de pontuação, o inglês largou para os estágios finais sem a pressão de ter que assegurar resultado: qualquer ganho seria lucro. Ele terminou três estágios com o segundo melhor tempo, mas o bom desempenho não foi suficiente para ele obter uma colocação entre os dez primeiros. Mesmo assim, Meeke somou dois pontos no Campeonato Mundial, graças ao segundo lugar obtido no Power Stage (o último trecho do rali, no qual os três mais rápidos somam pontos extras no campeonato, independentemente da colocação final no tempo acumulado do rali).
 
\"\"
 
Na Espanha, a Citroën teve a participação de um terceiro piloto, Khalid Al Qassimi, 15º colocado na classificação final. Outro piloto do Oriente Médio, Mohamed Al Mutawa, venceu a categoria WRC3 em um Citroën DS3 R3.
 
Ostberg considerou “um bom final de semana” a participação na Espanha: “Este quarto lugar é um resultado importante para mim e para a equipe. Fomos competitivos na terra e mantivemos nossa posição no asfalto. Estou realmente contente pelo quarto lugar. Agora estamos aguardando pelo Rali da Grã-Bretanha”. Meeke, mesmo terminando fora dos pontos, afirmou ter ficado “orgulhoso” com seu desempenho. “È uma pena que não tivéssemos condições de lutar por pontos. Tivemos dois furos no começo do rali e havia somente um estepe a bordo, e isso nos custou muito tempo. Pudemos continuar na corrida, mudar o foco e os tempos em cada estágio foram encorajadores. Era importante mostrar que tínhamos um bom ritmo”, disse. Para Marek Nawarecki, chefe da Citroën Racing, era importante assegurar pontos após as dificuldades enfrentadas pela equipe no começo do rali, e isso foi conseguido. “Mas atingiu seu objetivo de defender o quarto lugar no final e Kris provou que pode ser muito rápido. No final, o Rali da Espanha foi positivo para nós. Vamos para a etapa final confiantes e prontos para defender o segundo lugar no campeonato!”.
 
Rali da Espanha – 23 a 26 de outubro
1. Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Volkswagen Polo R WRC) 3:46:44.6
2. Jari-Matti Latvala / Miikka Anttila (Volkswagen Polo R WRC) +11.3
3. Mikko Hirvonen / Jarmo Lehtinen (Ford Fiesta RS WRC) +1:42.2
4. Mads Østberg / Jonas Andersson (Citroën DS3 WRC) +2:13.3
5. Dani Sordo / Marc Marti (Hyundai i20 WRC) +2:22.2
6. Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 WRC) +4:01.0
7. Andreas Mikkelsen / Ola Floene (Volkswagen Polo R WRC) +4:02.9
8. Martin Prokop / Jan Tomanek (Ford Fiesta RS WRC) +8:06.8
9. Hayden Paddon / John Kennard (Hyundai i20 WRC) +9:12.4
10. Nasser Al-Attiyah / Giovanni Bernacchini (Ford Fiesta RRC) +12:39.8
Classificação do Campeonato Mundial de Pilotos
1. Sébastien Ogier, 242 pontos
2. Jari-Matti Latvala, 211 
3. Andreas Mikkelsen, 150
4. Mikko Hirvonen, 108 
5. Mads Østberg, 92 
6. Thierry Neuville, 91
7. Kris Meeke, 84 
8. Elfyn Evans, 71
 
Classificação do Campeonato Mundial de Construtores
1. Volkswagen Motorsport, 416 pontos
2. Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team, 187 
3. M-Sport World Rally Team, 180 
4. Hyundai Shell World Rally Team, 175 
5. Volkswagen Motorsport II, 133 
6. Jipocar Czech National Team, 45 
7. Hyundai Motorsport N, 26 
8. RK M-Sport World Rally Team, 25
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 \"\"

 
O quarto lugar da dupla Mads Ostberg/Jonas Andersson no Rali da Espanha, penúltima etapa do Campeonato Mundial de Rali, foi fundamental para a equipe Citroën permanecer na luta pelo vice-campeonato de equipes. Além disso, restando uma etapa para o término da temporada, a dupla subiu para o quarto lugar nos campeonatos de pilotos e navegadores.
 
Consistente durante todo o rali, Ostberg fez uma prova calculada e controlou seu andamento na fase final. Com reduzidas possibilidades de melhorar de posição, o piloto norueguês manteve um olho no espanhol Dani Sordo, seu mais próximo perseguidor, e largou para os estágios finais com um único objetivo: andar o mais forte possível para conservar o quarto lugar. Com o resultado confirmado, Ostberg subiu duas posições no campeonato.
 
Kris Meeke, também piloto da Citroën, teve dois pneus furados no início do rali e, de imediato, perdeu todas as possibilidades de alcançar uma boa colocação. Fora da zona de pontuação, o inglês largou para os estágios finais sem a pressão de ter que assegurar resultado: qualquer ganho seria lucro. Ele terminou três estágios com o segundo melhor tempo, mas o bom desempenho não foi suficiente para ele obter uma colocação entre os dez primeiros. Mesmo assim, Meeke somou dois pontos no Campeonato Mundial, graças ao segundo lugar obtido no Power Stage (o último trecho do rali, no qual os três mais rápidos somam pontos extras no campeonato, independentemente da colocação final no tempo acumulado do rali).
 
\"\"
 
Na Espanha, a Citroën teve a participação de um terceiro piloto, Khalid Al Qassimi, 15º colocado na classificação final. Outro piloto do Oriente Médio, Mohamed Al Mutawa, venceu a categoria WRC3 em um Citroën DS3 R3.
 
Ostberg considerou “um bom final de semana” a participação na Espanha: “Este quarto lugar é um resultado importante para mim e para a equipe. Fomos competitivos na terra e mantivemos nossa posição no asfalto. Estou realmente contente pelo quarto lugar. Agora estamos aguardando pelo Rali da Grã-Bretanha”. Meeke, mesmo terminando fora dos pontos, afirmou ter ficado “orgulhoso” com seu desempenho. “È uma pena que não tivéssemos condições de lutar por pontos. Tivemos dois furos no começo do rali e havia somente um estepe a bordo, e isso nos custou muito tempo. Pudemos continuar na corrida, mudar o foco e os tempos em cada estágio foram encorajadores. Era importante mostrar que tínhamos um bom ritmo”, disse. Para Marek Nawarecki, chefe da Citroën Racing, era importante assegurar pontos após as dificuldades enfrentadas pela equipe no começo do rali, e isso foi conseguido. “Mas atingiu seu objetivo de defender o quarto lugar no final e Kris provou que pode ser muito rápido. No final, o Rali da Espanha foi positivo para nós. Vamos para a etapa final confiantes e prontos para defender o segundo lugar no campeonato!”.
 
Rali da Espanha – 23 a 26 de outubro
1. Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Volkswagen Polo R WRC) 3:46:44.6
2. Jari-Matti Latvala / Miikka Anttila (Volkswagen Polo R WRC) +11.3
3. Mikko Hirvonen / Jarmo Lehtinen (Ford Fiesta RS WRC) +1:42.2
4. Mads Østberg / Jonas Andersson (Citroën DS3 WRC) +2:13.3
5. Dani Sordo / Marc Marti (Hyundai i20 WRC) +2:22.2
6. Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 WRC) +4:01.0
7. Andreas Mikkelsen / Ola Floene (Volkswagen Polo R WRC) +4:02.9
8. Martin Prokop / Jan Tomanek (Ford Fiesta RS WRC) +8:06.8
9. Hayden Paddon / John Kennard (Hyundai i20 WRC) +9:12.4
10. Nasser Al-Attiyah / Giovanni Bernacchini (Ford Fiesta RRC) +12:39.8
Classificação do Campeonato Mundial de Pilotos
1. Sébastien Ogier, 242 pontos
2. Jari-Matti Latvala, 211 
3. Andreas Mikkelsen, 150
4. Mikko Hirvonen, 108 
5. Mads Østberg, 92 
6. Thierry Neuville, 91
7. Kris Meeke, 84 
8. Elfyn Evans, 71
 
Classificação do Campeonato Mundial de Construtores
1. Volkswagen Motorsport, 416 pontos
2. Citroën Total Abu Dhabi World Rally Team, 187 
3. M-Sport World Rally Team, 180 
4. Hyundai Shell World Rally Team, 175 
5. Volkswagen Motorsport II, 133 
6. Jipocar Czech National Team, 45 
7. Hyundai Motorsport N, 26 
8. RK M-Sport World Rally Team, 25
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…