Como parte de seu processo de consolidação na região, fábricas reiniciam a produção no Brasil e na Argentina

A Nissan anunciou o retorno das operações em suas plantas na região da América Latina localizadas em Resende, no Rio de Janeiro, e em Córdoba, na Argentina, assegurando a implementação dos protocolos de segurança para prevenir a propagação da COVID-19.

O Complexo Industrial de Resende, onde a marca produz os modelos March, Versa e o premiado Nissan Kicks, retomará a produção para atender o mercado interno e os 8 países para os quais exporta. Já a fábrica de Santa Isabel, em Córdoba, Argentina, irá reiniciar a produção da picape Nissan Frontier.

Como parte da estratégia traçada para o retorno das atividades, as instalações industriais da Nissan voltam ao trabalho em 16 de junho (Córdoba) e 22 de junho (Resende).

“É muito importante para a Nissan e para a indústria automotiva estar pronta para voltar a produzir. Nossos planos de expansão na região são suportados por nossa atividade industrial, que desempenha um papel fundamental para alcançarmos nossos objetivos, com segurança para cada um de nossos funcionários”, disse Guy Rodriguez, Chairman da Nissan América Latina.

Para a Nissan é fundamental a segurança e o bem-estar de seus colaboradores e por isso estabeleceu as condições necessárias, seguindo os protocolos exigidos pelas autoridades sanitárias, para assegurar um ambiente de trabalho com os mais altos níveis de segurança e prevenção nesta etapa de retorno das operações.

A empresa desenvolveu medidas de segurança e informação que respeitam protocolos rigorosos para garantir este regresso. Todos os colaboradores terão uma ferramenta online que permitirá que eles façam um autodiagnóstico antes de sair de casa. Caso estejam se sentindo bem, os colaboradores seguirão as recomendações para chegar ao trabalho de forma segura. Para evitar aglomerações e assegurar a distância social, as atividades nos escritórios e nas fábricas serão organizadas em turnos.

Além disso, outras boas práticas continuarão sendo adotadas, como o trabalho remoto e o uso de múltiplas plataformas virtuais.

A nova linha de produção iniciou suas atividades em julho de 2018. Na ocasião, a Nissan se tornou uma fabricante de automóveis na Argentina. Atualmente, a Nissan produz 9 versões de sua picape Frontier para o mercado argentino e 4 versões para o Brasil.

A Nissan é líder na produção de picapes, com mais de 14 milhões de unidades vendidas em todo o mundo. Com este novo projeto, a Argentina se tornou parte da área de desenvolvimento industrial para abastecer os mercados latino-americanos.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Vendas de importados registram alta de 11% em julho

Setor emplacou 2.831 unidades em julho último, alta de 11% em relação a junho de 2020. Mas…