Novo Nissan Dayz e sistema ProPILOT 2.0 de assistência à condução foram os vencedores

O novo Nissan Dayz foi escolhido Carro do Ano de 2020 pela Conferência de Pesquisadores e Jornalistas Automotivos do Japão (Automotive Researchers’ and Journalists’ Conference of Japan – RJC). O RJC Car of the Year é uma das principais premiações da indústria automotiva organizadas no Japão.

A Nissan ganhou uma segunda honraria na premiação com o novíssimo sistema ProPILOT 2.0 de assistência à condução, que estreou recentemente no Nissan Skyline, que venceu o prêmio de Tecnologia do Ano da RJC. Ao anunciar o Nissan Dayz como Carro do Ano, o comitê de premiação do RJC comentou: “O novíssimo Nissan Dayz mudou a percepção que temos normalmente dos carros do segmento kei. A transmissão continuamente variável Xtronic, o motor e a plataforma recentemente desenvolvida melhoraram significativamente a potência, performance e economia de combustível, e o carro tem uma cabine e um porta-malas espaçosos. Melhor ainda, o modelo é o primeiro do segmento kei a oferecer o sistema ProPILOT e a “chamada SOS”, um sistema avançado de aviso automático em caso de acidente”.

Para o anúncio do sistema ProPILOT 2.0 como o vencedor do prêmio Tecnologia do Ano, o comitê declarou: “O sistema ProPILOT 2.0 oferece aos clientes uma experiência de condução ainda mais emocionante e segura. O novo sistema permite a condução sem as mãos em uma única faixa de rodagem. Quando o veículo se aproxima de uma bifurcação ou, se for possível ultrapassar um veículo mais lento, o sistema avalia o momento certo para fazer a manobra, com base em informações do sistema de navegação e de sensores com visão 360º. O motorista recebe orientações intuitivas sonoras e visuais, sendo alertado para colocar as duas mãos no volante e confirmar o início das operações por meio de um botão”.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Instituto Renault celebra 10 anos de atuação no Brasil

Criado em 14 de setembro 2010, o Instituto atua em dois eixos principais: inclusão e mobil…