Equipe mostrou ritmo promissor nas qualificações no Chile

A prova do Campeonato ABB FIA de Fórmula E realizada em Santiago foi cheia de altos e baixos para a equipe Nissan e.dams. Em meio ao intenso calor na cidade, a corrida foi carregada de ação e emoção para os fãs, com uma prova bastante desafiadora.

A terceira corrida do campeonato 2020 aconteceu sob sol forte e muito calor no rápido circuito do Parque O’Higgins, fazendo com que a gestão da energia dos carros assumisse importância estratégica, enquanto que a pista escorregadia pegou vários pilotos de surpresa.

Fora da pista, os fãs chilenos deram sua costumeira acolhida calorosa, vibrante e apaixonada ao evento em Santiago, enchendo a E-Village de cor e emoção.

Assim como na última temporada, a Nissan ofereceu várias ativações relacionadas à marca e à Fórmula E na E-Village, atraindo a atenção dos fãs. A segunda geração do Nissan LEAF de produção em série foi o grande destaque do estande da Nissan.

Antes da corrida, a marca japonesa organizou uma coletiva de imprensa com a participação de executivos, que falaram sobre o progresso do projeto de eletrificação na América Latina. Entre os temas apresentados estavam o lançamento do Nissan LEAF em seis mercados da região e as parcerias que a Nissan tem com instituições privadas e públicas em diversos países para promover as tecnologias do carro elétrico.

A Nissan está usando o campeonato de carros elétricos para demonstrar o lado de performance da visão da marca Nissan Intelligent Mobility, que muda a forma como os carros são conduzidos, propulsionados e integrados à sociedade.

Sébastien Buemi conquistou sua segunda sessão de qualificação da Super Pole nesta temporada. Tendo largado da 6ª fileira, o piloto passou grande parte da prova brigando com os carros ao seu redor. A competição foi emocionante, mas a intensidade da corrida e uma penalidade de 30 segundos, devido a uma infração técnica, fez com que Buemi perdesse a 7ª posição quando cruzou a linha de chegada, ficando em 13º na classificação final.

Oliver Rowland, companheiro de equipe de Buemi que recebeu o título de ‘novato do ano’ na temporada passada da Fórmula E, trabalhou duro para demonstrar ritmo, mas foi parar no muro depois de girar na pista durante a sessão de classificação, o que resultou um 23º lugar no grid.

O consolo do piloto britânico – que está em sua segunda temporada na equipe – foi demonstrar um forte ritmo na prova deste sábado, fazendo a volta mais rápida da corrida e exibindo o melhor tempo da segunda sessão de treinos livres. Rowland passou pela bandeira quadriculada na 17ª posição, depois de um dano na asa dianteira por causa de choque com outro carro e a perda de várias voltas devido a uma penalidade de drive-through.

“Santiago foi uma corrida bastante desafiadora para a equipe. Nossos dois pilotos demonstraram ritmo e nosso carro foi um dos mais rápidos com o Oliver ao volante. No final, alguns erros e problemas técnicos nos fizeram perder uns belos pontos. Os pilotos estão chateados, mas ficamos felizes com nossa volta mais rápida e podemos seguir para o México, no mês que vem, sabendo que temos as ferramentas para competir na frente do pelotão”, disse Michael Carcamo, diretor mundial de esportes a motor na Nissan.

“Enfrentamos muitos desafios como equipe neste sábado, em Santiago. Lutamos muito e apresentamos um bom ritmo, mas, no final, os erros que cometemos e alguns problemas técnicos com o carro do Séb nos fizeram perder pontos. Agora temos que trabalhar no simulador, mas é bom saber que nosso carro tem velocidade, por isso estamos ansiosos para estar no México”, comentou Olivier Driot, diretor da equipe Nissan e.dams.

SÉBASTIEN BUEMI

“Foi um dia difícil. Larguei na 6ª fileira, mas não tive um bom começo devido a vários giros de roda. Depois, tivemos um problema técnico com o volante, o que me fez perder algumas posições. Consegui recuperar alguns pontos no final e terminar em 7º, mas perdemos mais pontos devido a uma penalidade de tempo. Foi um dia frustrante, mas agora estamos ansiosos pela próxima rodada, no México”.

OLIVER ROWLAND

“Para mim foi um dia decepcionante, pois tínhamos potencial para marcar bons pontos. O meu erro nas qualificações nos colocou no fim do grid e a batida com outro carro durante a corrida arruinou nossa classificação final. Para mim, esta corrida já é coisa do passado e estou me concentrando na prova do México”.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Hyundai apresenta linha 2021 do HB20 1.0 Turbo

Todas as versões contam com nova grade dianteira em formato de cascata com contorno em pre…