Três anos após assumir compromisso com a América Latina, a Nissan inaugura sua unidade de picapes.

A Nissan inicia a produção de sua picape Nissan Frontier em Córdoba, na Argentina. Representantes do governo argentino e executivos da Nissan participaram de uma cerimônia na manhã da última segunda-feira (30) para lançar oficialmente a produção e apresentar as primeiras unidades da Nissan Frontier fabricadas no país vizinho.

A cerimônia contou com a presença do presidente da Argentina, Mauricio Macri, além de outros representantes do alto escalão do governo, como Juan Schiaretti, governador da Província de Córdoba. A Nissan foi representada pelo presidente e CEO da Nissan Motor Co. Ltd., Hiroto Saikawa; Jose Luis Valls, chairman da Nissan América Latina; Diego Vignati, diretor geral da Nissan Argentina, e Marco Silva, presidente da Nissan do Brasil. Luis Fernando Pelaez Gamboa, presidente da Renault Argentina, também esteve presente.

Durante a cerimônia, Saikawa destacou a importância da América Latina para a Nissan alcançar os objetivos do plano estratégico de médio prazo da empresa, o M.O.V.E. to 2022, que tem como meta atingir um crescimento sustentável em escala global. “Há três anos, a Nissan decidiu apostar fortemente na Argentina. Anunciamos a chegada da Nissan ao país como subsidiária e fabricante de veículos, confirmando um grande investimento que dá sustentação ao nosso plano de nos tornarmos uma das maiores marcas automotivas na região. Agora, estamos honrando o compromisso firmado e comemorando o início da produção da Nissan Frontier. Hoje, estamos cumprindo a promessa feita à Argentina”, comentou José Luis Valls.

O projeto de manufatura de Córdoba é resultado de um investimento de US$ 600 milhões para construir uma linha de produção moderna exclusiva para a montagem de picapes, além de uma pista de testes dedicada a este tipo de veículo. O projeto resultará na geração de aproximadamente 1.000 empregos diretos e 2.000 empregos indiretos. A Nissan também vai trabalhar com fornecedores locais para criar sinergias que serão ainda ampliadas no futuro, para aumentar este tipo de parceria.

Com o início da fabricação em Córdoba, a Nissan Argentina passa a fazer parte da rede mundial de produção da Nissan Frontier, junto com a Tailândia, China, México e Espanha, consolidando sua posição como uma das principais fabricantes de veículos na Argentina.

A nova linha de produção terá capacidade para produzir 70.000 veículos por ano para as empresas-membro da Aliança, Renault e Nissan, bem como para a Daimler, dos quais 50% serão destinados à exportação. O Brasil será o primeiro país a receber a Nissan Frontier feita na Argentina.

A Nissan Frontier fabricada em Córdoba se baseia em um legado de 80 anos de experiência mundial na produção de veículos comerciais leves. Soma-se a isso um projeto de pesquisa de dois anos em torno das condições de rodagem específicas da América Latina. A condução do projeto reuniu uma equipe de 120 especialistas da Nissan de todo o mundo, incluindo profissionais das áreas de Engenharia e Qualidade, que uniram suas forças para garantir o mais alto nível de durabilidade, confiabilidade e qualidade japonesa, que são a base da reputação da Nissan e dão à Frontier uma posição de destaque no segmento de picapes em todo o mundo.

A produção da Frontier em Córdoba é resultado da sinergia e trabalho em conjunto da Renault-Nissan-Mitsubishi. As picapes de 1 tonelada da Nissan, Renault e Mercedes-Benz serão fabricadas no Complexo Industrial da Renault, em Córdoba, resultado de um acordo de parceria firmado entre a Aliança e a Daimler. As três picapes compartilharão componentes estruturais, mas preservarão a identidade de suas respectivas marcas, com características distintas de design.

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

Di Grassi inicia no sábado (16) campanha pelo bicampeonato

Em temporada de muitos recordes e vitórias, Lucas pode ampliar marca extraordinária na Fór…