Home Notícias Nissan lança programa de desenvolvimento de funções cerebrais para pilotos de competição

Nissan lança programa de desenvolvimento de funções cerebrais para pilotos de competição

Comentários desativados em Nissan lança programa de desenvolvimento de funções cerebrais para pilotos de competição

Pilotos de Fórmula E da Nissan serão monitorados e treinados para otimizar a velocidade, reação e regularidade

A Nissan lançou um programa inovador, com foco em pesquisa da anatomia e das funções cerebrais, para o treinamento e desenvolvimento de seus pilotos de Fórmula E, Sébastien Buemi e Oliver Rowland.

Chamado de Nissan Brain to Performance, o programa utiliza análises de imagens cerebrais avançadas para definir as especificidades anatômicas dos pilotos profissionais de alta performance. O programa tem como objetivo desenvolver treinamentos otimizados sob medida, para aprimorar a anatomia e as funções cerebrais relacionadas à pilotagem em competições.

O programa será coordenado pelo Dr. Lucian Gheorghe, líder na área de análise cerebral e treinamento, que terá um papel fundamental na pesquisa de vanguarda conduzida pela Nissan sobre como melhorar as conexões entre as pessoas e os veículos da Nissan. A prioridade número um do programa Nissan Brain to Performance é otimizar a performance dos pilotos de Fórmula E da Nissan.

A primeira fase do novo programa vai envolver análises detalhadas e testes das funções cerebrais dos pilotos de Fórmula E, que serão comparadas com as de um grupo de controle formado por motoristas “comuns”, que não são pilotos de competição. Todos os participantes realizarão uma série de tarefas em simuladores de pilotagem de alta tecnologia, enquanto suas atividades cerebrais são monitoradas e registradas. Com base nos resultados, será desenvolvido um programa de treinamento de pilotagem sob medida envolvendo estimulação elétrica cerebral, com o objetivo de melhorar a performance dos pilotos.

Visão geral dos principais pontos da área de pesquisa

• Compreender como a anatomia e as funções cerebrais dos pilotos de Fórmula E da Nissan se diferenciam em comparação com os motoristas comuns:
o Por meio da definição de um espectro da atividade cerebral dos pilotos, o programa proporcionará uma compreensão clara do impacto da estimulação elétrica cerebral.

• Mediante o uso da estimulação elétrica cerebral, seria possível otimizar o cérebro de um piloto profissional, para melhorar sua performance nas pistas?
o Ao conhecer a atividade cerebral atual, um programa de treinamento sob medida dos pilotos pode ser iniciado, monitorado e mensurado.

• É possível utilizar um treinamento por meio de uma interface cérebro-computador para melhorar as técnicas de direção em geral, com um objetivo de longo prazo de contribuir para e otimizar o desenvolvimento de futuros veículos elétricos da Nissan, com foco em atingir o mais alto nível de concentração e emoção?
o Podem ser feitas recomendações em torno da natureza intuitiva no desenvolvimento de futuros veículos elétricos, com base em uma melhor compreensão da bioeletricidade, para otimizar ainda mais a experiência de condução.

 

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Stellantis tem mudança na gestão executiva

A Stellantis anuncia que Mike Manley deixará seu cargo como Chefe das Américas da Stellant…