Projeto apresenta o Complexo Industrial da Nissan em Resende para jovens de escolas públicas da região do ponto de vista da sustentabilidade

Com o objetivo de trazer um novo olhar sobre o uso dos recursos naturais no dia a dia da fábrica, a Nissan lançou o programa Rota Sustentável, idealizado pela área de Sustentabilidade da companhia e pelo Instituto Nissan. Na edição piloto do projeto, que contempla a Escola Municipal do Jardim das Acácias, cerca de 30 jovens do 9º ano do Ensino Fundamental II participaram de um tour no Complexo Industrial de Resende. Os estudantes puderam conhecer os três pilares de sustentabilidade da Nissan: ambiental, econômico e social.

Os estudantes foram divididos em grupos, e entre as atividades propostas participaram de uma caça ao tesouro, onde visitaram alguns pontos sustentáveis da fábrica. Como, por exemplo, os AGV’s (Automatic Guided Vehicles), veículos guiados automaticamente, que além de otimizar o tempo facilitando o processo e o transporte dos carros na linha de produção, elimina a emissão de gases de efeito estufa, já que utiliza baterias elétricas recarregáveis. Também foram apresentados o projeto de iluminação da planta, que aproveita ao máximo a luz natural, e o uso de lâmpadas de LED, que tem um aproveitamento de energia 80% maior em comparação à iluminação incandescente.

O tour ainda passou pela central de tratamento e reciclagem de resíduos – todos destinados para empresas especializadas e licenciadas, ou reaproveitados no próprio processo. A preocupação com o meio ambiente também aparece do lado de fora. O entorno da unidade industrial conta com um cinturão verde, formado por árvores de 20 espécies do bioma local e que ocupa uma área de 12 hectares.

Como parte do programa Rota Sustentável, os jovens participaram de um quizz educativo para promover a cultura da sustentabilidade na comunidade do entorno da fábrica e, a cada resposta correta, a equipe era contemplada com uma peça de quebra-cabeça gigante. Ao final, com todas as peças em mãos, foi revelado o Super Folhinha, o mascote do projeto. A equipe que acumulou mais peças na ação passeou pela empresa com o carro elétrico Nissan LEAF e conheceu o conceito da Nissan Intelligent Mobility, a visão da marca para transformar a maneira como os carros são conduzidos, impulsionados e integrados na sociedade. A escola-piloto foi escolhida por ter um projeto personalizado de educação ambiental em sua grade curricular.

“A cada edição, os alunos de uma série diferente do colégio terão a oportunidade de conhecer a fábrica a partir desse novo olhar. Em breve, a ideia é expandir a atividade para mais escolas da região. Através dessa abordagem lúdica e dos exemplos de dentro da organização, temos o propósito de conscientizar e estimular os alunos e familiares a também adotarem práticas sustentáveis em suas rotinas e contribuírem para a construção de um mundo mais limpo, mais justo e mais íntegro”, contou Juliana Rosas, analista de Sustentabilidade da Nissan do Brasil.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Fiat Fiorino é tricampeão no prêmio Maior Valor de Revenda

O utilitário obteve um índice de depreciação de somente 15,9% em três anos Líder de mercad…