Conceito de veículo elétrico oferece fonte de energia móvel após desastres naturais

A Nissan revelou um carro-conceito 100% elétrico de resposta a emergências, projetado para servir de fonte de energia móvel após desastres naturais ou condições climáticas extremas. O protótipo exploratório RE-LEAF é baseado no carro de passeio Nissan LEAF, o primeiro veículo elétrico produzido em massa no mundo.
Além das modificações para se deslocar em vias cobertas de escombros, os RE-LEAF conta com tomadas à prova d’água instaladas diretamente do lado de fora do veículo, permitindo que aparelhos de 110 a 230 volts sejam alimentados pela bateria de íons de lítio de alta capacidade do modelo.

O RE-LEAF pode ser usado em uma área de desastre, oferecendo uma fonte de energia totalmente móvel para ajudar no processo de recuperação. O sistema integrado de gestão de energia pode alimentar equipamentos médicos, de comunicação, iluminação, aquecimento ou outros para manutenção das funções vitais.
“Estamos constantemente explorando formas para que os veículos elétricos possam enriquecer nossas vidas, indo além de proporcionar apenas o transporte com zero emissão de poluentes”, disse Helen Perry, diretora de veículos elétricos e infraestruturas da Nissan na Europa. “Conceitos como o RE-LEAF demonstram a possível aplicação dos veículos elétricos na gestão de desastres, demonstrando que tecnologias mais limpas e inteligentes podem ajudar a salvar vidas, dando maior resiliência”.

Usos reais dos veículos elétricos em situações de desastre

Os desastres naturais são a maior causa de falta de energia. Um relatório de 2019 do Banco Mundial constatou que abalos naturais e mudanças climáticas causaram 37% das interrupções de energia elétrica na Europa entre 2000 e 2017, assim como 44% das ocorrências de falta de energia nos EUA no mesmo período.

Quando ocorre um desastre, o tempo para que o abastecimento de energia elétrica seja normalizado é normalmente de 24 a 48 horas, dependendo da gravidade dos danos. Durante este período, os veículos elétricos podem oferecer uma fonte de energia móvel com zero emissão de poluentes para situações de emergência.

A Nissan criou o RE-LEAF para demonstrar o potencial dos veículos elétricos em situações de recuperação de desastres. Apesar de ser apenas um conceito exploratório, a tecnologia já está sendo utilizada em situações reais. No Japão, a Nissan tem utilizado o LEAF para fornecer energia e transporte em situações de emergência após desastres naturais no Japão desde 2011 e a empresa tem trabalhado em parceria com mais de 60 governos locais para oferecer suporte aos trabalhos de gestão de desastres.

Os veículos elétricos da Nissan também podem ser usados como baterias recarregáveis móveis, para fornecer eletricidade a residências e à sociedade durante situações não emergenciais por meio do sistema Nissan Energy Share, criando um modelo de distribuição de energia que também pode ser utilizado para ajudar a estabilizar a oferta e a demanda.

O RE-LEAF utiliza a capacidade de recarga bidirecional do LEAF, uma funcionalidade de série do modelo desde que este foi introduzido, em 2010. Isto significa que o LEAF pode não apenas “extrair” energia para recarregar sua bateria de alta capacidade, mas também “carregar” a energia de volta para a rede por meio da tecnologia V2G (vehicle-to-grid, do veículo para a rede), ou diretamente para aparelhos elétricos por meio da tecnologia V2X (vehicle-to-anything, do veículo para tudo).

Aumentando a resiliência com os veículos elétricos

Utilizada como uma central elétrica portátil, a última geração do Nissan LEAF e+ equipada com uma bateria de 62 kWh totalmente carregada pode fornecer a eletricidade normalmente consumida por uma residência na Europa por seis dias.

Como veículo de recuperação em desastres, o RE-LEAF pode fornecer energia para vários aparelhos simultaneamente. Alguns exemplos de uso baseados na potência de 230 volts incluem:
• Britadeira elétrica ‒ 24 horas ‒ 36 kWh
• Ventilador de pressão ‒ 24 horas ‒ 21,6 kWh
• Sopeira elétrica com capacidade para 10 litros ‒ 24 horas ‒ 9,6 kWh
Respirador mecânico para uso em UTI ‒ 24 horas ‒ 3 kWh
• Refletor holofote de 100 watts ‒ 24 horas ‒ 2.4 kWh

Assim que a eletricidade é religada na área, os veículos elétricos podem ser recarregados para fornecer transporte com zero emissão de poluentes – até 385 quilômetros² com uma única recarga da bateria do LEAF e+.

“Os veículos elétricos estão emergindo como uma das tecnologias que podem melhorar a resiliência no setor de energia”, disse Helen Perry. “Milhares de veículos elétricos podem ser utilizados tanto como veículos de suporte em desastres como conectados na rede por meio da tecnologia V2G, oferecendo a capacidade incomparável de criar uma central elétrica virtual para manter o fornecimento de energia”.

 

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Ônibus VW moderniza frota argentina de transporte público

Como motorização MAN D08, esses dois Volksbus têm sistema EGR de tratamento de emissões, d…