A Nissan é a primeira empresa da indústria automobilística mundial a desenvolver o protótipo de um veículo movido por uma Célula de Combustível de Óxido Sólido (SOFC), que funciona através de energia elétrica de bioetanol. Com a combinação dessa com outras duas tecnologias (motor e baterias elétricos), o Nissan SOFC consegue autonomia superior a 600 km. Por contar com uma ampla rede de abastecimento – e ser um dos principais produtores de etanol do mundo –, o Brasil foi escolhido pela empresa japonesa como o país a desvendar mundialmente a novidade e a fazer os primeiros testes.
Realizado com dois veículos equipados com SOFC, o primeiro período de testes de abastecimento e utilização no dia a dia foi realizado nos últimos meses pela equipe de Pesquisa e Desenvolvimento da Nissan do Brasil e demonstrou que a tecnologia de adapta perfeitamente ao uso cotidiano e ao combustível brasileiro, ainda mais pelo fato de o país ter infraestrutura já existente para abastecimento com etanol em todo o seu território.
Mostrado pela primeira em agosto do ano passado, no Rio de Janeiro, em um evento sobre a Mobilidade Inteligente da Nissan, a nova tecnologia apresenta uma “Célula de Combustível e-Bio”, com um gerador de potência movido por meio de uma SOFC, que se utiliza da reação de diversos combustíveis com oxigênio, incluindo etanol e gás natural, para produzir eletricidade altamente eficiente.
 
O protótipo com a Célula de Combustível faz parte do compromisso contínuo da Nissan para o desenvolvimento de veículos com emissões zero e novas tecnologias automotivas, incluindo sistemas de condução autônoma e conectividade. A Nissan já tem o carro emissão zero mais vendido do mundo, o LEAF, que tem mais de 275 mil unidades comercializadas, e é pioneira em sistemas de mobilidade inteligente, muitos deles que já estão sendo implantados nos veículos da marca.
 
O protótipo com Célula de Combustível e-Bio é abastecido 100% com etanol para carregar uma bateria de 24kWh que permite autonomia de mais de 600 km.
A pesquisa e o desenvolvimento da Célula de Combustível e-Bio foi anunciada pela Nissan em junho do ano passado, em Yokohama, no Japão, mas o veículo foi revelado mundialmente em agosto, na véspera da abertura dos Jogos Rio 2016. O motor é limpo, altamente eficiente e funciona 100% com etanol ou água misturada ao etanol. Suas emissões de carbono-neutro são tão limpas quanto a atmosfera, o que será a parte do ciclo natural do carbono. Além disso, a Célula de Combustível e-Bio oferece a aceleração viva e condução silenciosa de um veículo elétrico, juntamente com os seus custos baixos de manutenção, ao mesmo tempo em que possui a autonomia de um veículo movido a combustível fóssil.
Combustíveis bioetanol são provenientes principalmente da cana de açúcar e milho. Eles estão amplamente disponíveis em países da América do Norte e do Sul, que dispõem de infraestrutura já estabelecida. Devido à fácil disponibilidade de etanol e da baixa combustibilidade de água misturada ao etanol, o sistema não é dependente ou restringido pela infraestrutura de carregamento existente, tornando mais fácil para apresentar ao mercado.
Assim, a Nissan continua promovendo a inteligência e eletrificação dos veículos. O conceito da marca, “Innovation that Excites”, é entregue com a “Mobilidade Inteligente da Nissan”, que tem como foco a forma como os carros são movidos, dirigidos e integrados à sociedade ao mesmo tempo que proporciona uma experiência de condução mais agradável.
A Célula de Combustível e-Bio vai tornar real a proposta “Nissan Intelligent Power”, promovendo uma maior eficiência e eletrificação dos carros e o prazer da condução, assim como também desenvolvendo novas tecnologias de baterias de veículos elétricos, como, por exemplo, as que equipam o Nissan LEAF, o Nissan e-NV200 e o Nissan Note e-Power.
A Nissan vai continuar a agregar valor aos seus clientes com sistemas que permitem a extração de energia elétrica a partir de vários combustíveis, solucionando os problemas de infraestrutura vinculados ao fornecimento de energia em todas as regiões do mundo.
A Célula de Combustível e-Bio oferece transporte ecoamigável e cria oportunidades regionais de produção de energia e pode utilizar uma infraestrutura que já existe. No futuro, ela vai se tornar ainda mais ecoamigável, pois o etanol misturado com água é mais fácil e seguro de manusear do que outros combustíveis. Sem a necessidade de se criar nova infraestrutura, isto tem grande potencial de crescimento de mercado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …