O novo Audi A8 está avançando na eletrificação em uma ampla frente. Em sua última geração, o principal carro da marca apresentará, pela primeira vez, uma transmissão eletrificada como equipamento padrão. Para isso, os motores a combustão serão equipados com uma tecnologia híbrida leve, trazendo uma rodagem refinada e um desempenho aprimorado, juntamente com uma maior eficiência. A base é o sistema elétrico de 48 volts incorporado, pela primeira vez, ao novo Audi A8 como o sistema elétrico primário.
A unidade de potência híbrida leve compreende dois componentes principais: primeiro, o alternador de correia de 48 volts refrigerado a água (BAS), que complementa o motor de arranque convencional de pinhão. Este último só é necessário para partidas a frio no novo Audi A8. Em seguida está a bateria de íon de lítio no compartimento de bagagem, que atua como acumulador de energia para o veículo elétrico híbrido MHEV (Mild hybrid electric vehicle / veículo elétrico híbrido leve) com uma capacidade de carga de 10 Ah e um sistema elétrico de 48 volts.
A vantagem do BAS torna-se particularmente clara quando o motorista se aproxima de um sinal de trânsito vermelho ou de uma rotatória. Se o sinal de trânsito mudar para verde durante a frenagem enquanto o veículo está a ponto de parar, ou se aparecer um espaço para que o motorista entre e solte o freio, o motor a combustão é ligado imediatamente. O carro acelera sem qualquer demora. Isto é possível graças ao motor de arranque de alternador de correia, que está conectado permanentemente ao motor a combustão.
 
A nova unidade de potência une eficiência e conforto de uma maneira muito especial: o novo Audi A8 de quarta geração pode entrar no modo de deslocamento silencioso dentro da faixa de velocidade de 55 a 160 km/h. O automóvel pode então rodar com emissão zero por até 40 segundos, com o motor desligado. Assim que o motorista pisar novamente no acelerador, o BAS proporciona uma partida rápida e muito suave. Além disso, a operação de partida/parada (start/stop) somente se torna ativa a partir de 22 km/h.
A função start/stop do carro difere significativamente dos sistemas anteriores. O sedan de luxo de alta conectividade pode distinguir entre diferentes situações de trânsito. Quando o caminho à frente está livre, o BAS prontamente dá partida no motor a combustão, permitindo que o novo Audi A8 arranque rapidamente. Depois de longas fases de parada ou se o cliente quiser aumentar o ar condicionado, a partida no motor a combustão é dada de forma extra suave e silenciosa. Há também o novo recurso da partida preditiva: assim que o veículo à frente do novo Audi A8 se move, o motor dá partida mesmo se o freio ainda estiver pressionado. Nesse cenário, a estratégia de controle conclui que o motorista entrará espontaneamente no fluxo de tráfego.
Para alcançar esse alto padrão de eficiência, o novo Audi A8 vem com um sofisticado gerenciamento de transmissão que processa dados da rota e as informações de seu conjunto de sensores altamente conectados em rede, incluindo a câmera frontal. O gerenciamento da transmissão usa este equipamento para decidir se o A8 está no modo de rodagem livre ou de recuperação. Ele recupera energia não apenas a partir de frenagens ou quando o carro se desloca livremente; o novo Audi A8 também o faz se estiver em perigo de chegar muito próximo de um veículo à frente durante a rodagem livre. Todas estas medidas são vantajosas não apenas em termos de conforto, mas também no momento de abastecer. No novo Audi A8, a unidade de potência híbrida leve reduz o consumo de combustível durante a operação em até 0,7 litros por 100 quilômetros.
O novo Audi A8 faz sua estreia mundial no primeiro Audi Summit, em Barcelona, em 11 de julho.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Programa de estágio da Hyundai tem vagas para São Paulo e Piracicaba

Prazo para se candidatar às vagas vai até 30 de novembro A Hyundai Motor Brasil está com i…