O modo Sport muda instantaneamente vários parâmetros do SUV para proporcionar uma direção mais esportiva

O Edge ST, primeiro modelo da Ford no Brasil a ostentar a grife ST (Sports Technology), reservada a veículos de alta performance da marca, tem recursos feitos sob medida para empolgar quem gosta de uma direção mais inspirada. Um deles é o modo Sport, acionado pelo botão S no seletor da transmissão – veja o vídeo.

O motor EcoBoost 2.7 V6 biturbo do SUV gera nada menos que 335 cavalos de potência e 54,4 kgfm de torque. Com transmissão automática de oito velocidades e sistema inteligente de tração nas quatro rodas, ele acelera de 0 a 100 em 6,2 s e chega a 209 km/h.

No modo padrão, o Edge ST tem tração dianteira. Quando é necessária força extra, o sistema inteligente de tração nas quatro rodas aciona o conjunto interno de embreagem da transmissão, conectando as rodas traseiras ao trem de força. Isso é feito de forma rápida e sem interrupção – aumentando a tração em curvas rápidas e pistas escorregadias ou irregulares.

A suspensão reforçada é outro item que contribui para a condução firme do Edge ST. A calibragem das molas e amortecedores foi ajustada para proporcionar uma dinâmica de direção mais esportiva. As rodas de liga leve de 21 polegadas com pneus de alto desempenho, perfil 265/40, refinam a dirigibilidade em curvas.

No modo padrão (Drive), a entrega de potência do ST já surpreende. Mas um toque rápido no botão S da transmissão muda a dinâmica do carro instantaneamente. Veja o que acontece quando ele é acionado:

• A tela no painel muda de configuração e passa a exibir o conta-giros.
• O acelerador eletrônico ganha uma nova programação e torna a resposta do motor mais afiada, aumentando também a força do freio-motor. O ronco fica mais envolvente dentro da cabine.
• Os comandos de marcha na direção (paddle shifters) são habilitados para o controle manual. Ao mesmo tempo, a programação de trocas fica mais agressiva, segurando as marchas em rotação mais alta por mais tempo. As mudanças são mais rápidas para maximizar a aceleração.
• Nas reduções, o sistema de sincronização do trem de força aumenta o giro do motor para trocas mais rápidas e suaves (“rev-matching”).

O que acelera mais rápido também precisa reduzir. O Edge ST é equipado com freios a disco nas quatro rodas que oferecem excelente poder de parada e sensação de frenagem. O sistema de freio antibloqueio (ABS) aumenta o controle da direção em frenagens severas em diferentes condições de pista.

Artigos Relacionados
Leia mais em Destaques
Comentários estão fechados

Veja também

IMSA: Derani vai em busca de mais um pódio neste domingo em Mid-Ohio

Brasileiro destaca características difíceis do traçado, mas segue confiante e embalado, ap…