A Petrobras começou a divulgar nesta semana o preço médio do litro da gasolina e do diesel nas refinarias e nos terminais do Brasil. Os valores não consideram tributos. Segundo a empresa, a mudança tem o objetivo de dar mais transparência à composição do preço final dos combustíveis.
Com o reajuste que passou a vigorar na terça (20), o preço médio do diesel comercializado pela Petrobras passa a ser de R$ 1,7369; já o da gasolina, R$ 1,5148.
“As nossas revisões de preços podem ou não refletir no preço final ao consumidor. Como a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, a mudança no preço final dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis”, diz nota da estatal.
A empresa ainda diz que, desde a adoção da nova política de preços, em outubro de 2016, os reajustes geraram um aumento de R$ 0,12 no preço do litro do diesel e de R$ 0,09 no da gasolina, sem considerar tributos.
Segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo), o preço médio do diesel passou de R$ 3,05, em outubro de 2016, para R$ 3,40, em fevereiro deste ano (aumento de R$ 0,35). Já o da gasolina saiu de R$ 3,69 por litro para R$ 4,23 (aumento de R$ 0,54). “Desse total, nossos ajustes respondem por R$ 0,09, ou seja, um sexto do ajuste total”. E, no caso do diesel, “nossos ajustes respondem por R$ 0,12 centavos, ou seja, cerca de um terço do ajuste total”, afirma a Petrobras.
Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Hyundai divulga imagem completa do sedã da nova geração do HB20

Assim como o hatch compacto, HB20S chega à sua segunda geração completamente renovado, mai…