A Petrobras começou a divulgar nesta semana o preço médio do litro da gasolina e do diesel nas refinarias e nos terminais do Brasil. Os valores não consideram tributos. Segundo a empresa, a mudança tem o objetivo de dar mais transparência à composição do preço final dos combustíveis.
Com o reajuste que passou a vigorar na terça (20), o preço médio do diesel comercializado pela Petrobras passa a ser de R$ 1,7369; já o da gasolina, R$ 1,5148.
“As nossas revisões de preços podem ou não refletir no preço final ao consumidor. Como a legislação brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, a mudança no preço final dependerá de repasses feitos por outros integrantes da cadeia de combustíveis”, diz nota da estatal.
A empresa ainda diz que, desde a adoção da nova política de preços, em outubro de 2016, os reajustes geraram um aumento de R$ 0,12 no preço do litro do diesel e de R$ 0,09 no da gasolina, sem considerar tributos.
Segundo dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo), o preço médio do diesel passou de R$ 3,05, em outubro de 2016, para R$ 3,40, em fevereiro deste ano (aumento de R$ 0,35). Já o da gasolina saiu de R$ 3,69 por litro para R$ 4,23 (aumento de R$ 0,54). “Desse total, nossos ajustes respondem por R$ 0,09, ou seja, um sexto do ajuste total”. E, no caso do diesel, “nossos ajustes respondem por R$ 0,12 centavos, ou seja, cerca de um terço do ajuste total”, afirma a Petrobras.
Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Toyota oferece kit GNV certificado para equipar Etios Sedã 2020

Sistema de Gás Veicular Natural terá garantia de qualidade Toyota em parceria com a Landir…