A Dr. Ing. h.c. F. Porsche AG registrou novos recordes em termos de entregas, faturamento e lucro no ano fiscal de 2014. Com 189.849 veículos, as entregas tiveram um aumento de 17% acima do valor do ano anterior. O faturamento teve 20% de aumento, chegando a 17,2 bilhões de euros. O lucro operacional teve um aumento de um pouco mais de 5%, chegando a 2,7 bilhões de euros. Com 22.401 funcionários, o número de pessoas trabalhando para a Porsche alcançou um novo ponto máximo no final do ano passado. Um ano antes, esse número era de 19.456 funcionários, e o aumento foi equivalente a 15%.
Durante a conferência anual para a imprensa da Porsche AG em Stuttgart, Matthias Müller, Presidente da Diretoria Executiva, destacou que o fabricante de carros esportivos alcançou os objetivos essenciais da “Strategy 2018” antes do prazo previsto. “O desenvolvimento da Porsche tem sido muito bem sucedido e agora se encontra no melhor posicionamento de sua história”, afirmou Matthias Müller. “Um marco essencial para este sucesso é o Macan. Até o final do ano, havíamos feito quase 45.000 entregas de nosso novo carro esportivo de cinco portas”. Com o Macan, a Porsche também conquistou muitos novos clientes: três entre quatro compradores do Macan por todo o mundo estão optando por um veículo da marca Porsche pela primeira vez. 
O presidente da Porsche estava especialmente orgulhoso com o sucesso dos modelos híbridos de tomada. Com isto, Matthias Müller não apenas se referia ao supercarro esportivo 918 Spyder, cujas vendas estavam completamente esgotadas um pouco antes do início de suas entregas em março de 2014; Müller enfatizou especialmente que no ano fiscal de 2014 a Porsche foi a única marca no mundo que podia oferecer aos seus clientes nada menos que três modelos de tomada na categoria de luxo: além do 918 Spyder, ela oferece também o Cayenne S E-Hybrid e o Panamera S E-Hybrid.
Lutz Meschke, Diretor Executivo de Finanças e Informática da Porsche AG, enfatizou em Stuttgart que o excelente desempenho da Porsche também está refletido na situação financeira da empresa. “Em 2014, conseguimos reduzir completamente nossa dívida líquida enquanto simultaneamente financiamos nosso crescimento, dois anos antes da data programada. Em termos concretos, a liquidez corrente da área comercial automotiva, ou seja, a liquidez bruta menos o passivo financeiro e excluindo a área comercial de serviços financeiros em cada caso, melhorou de 899 milhões de euros negativos em 31 de dezembro de 2013 para 195 milhões de euros positivos em 31 de dezembro de 2014.
Matthias Müller e Lutz Meschke estavam otimistas em termos do atual ano fiscal. “Presumimos que as vendas e entregas neste ano continuarão a aumentar”, declarou o Diretor Financeiro. Eles também querem proteger a lucratividade por meio de uma produtividade contínua e aperfeiçoamentos ao processo, bem como através de uma administração estrita dos custos.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Jeep lança “Aventura Sem Filtro: Mulheres na Trilha” e mostra as belezas da Chapada Diamantina

As duas viajaram em um Jeep Wrangler guiadas pelo app Jeep Trilhas na Chapada Diamantina T…