O Salão de Paris assistirá à revelação do quarto modelo da linha Panamera pela Porsche: o Panamera 4 E-Hybrid, com tração integral controlada e autonomia elétrica de 50 quilômetros. O veículo gera 462 cv (340 kW) de potência de sistema e proporciona um consumo de 2,5 l/100 km, segundo o Novo Ciclo de Condução Europeu (NEDC) para modelos híbridos tipo plug-in. Isto corresponde a uma emissão de 56 g/km de CO2. O Panamera 4 E-Hybrid já está disponível para encomendas na Alemanha, com preços a partir de EUR 107.553, com imposto de valor adicionado incluso.
Autonomia puramente elétrica de 50 quilômetros
Na Porsche, o termo “híbrido” é sinônimo não apenas de mobilidade sustentável, mas também de desempenho – um fato comprovado por nada menos que a vitória do 919 Hybrid nas 24 Horas de Le Mans em 2015 e 2016. Esta filosofia agora também define o Panamera 4 E-Hybrid.
O novo plug-in híbrido da Porsche sempre começa em modo totalmente elétrico e é conduzido sem gerar nenhuma emissão local no alcance de 50 quilômetros e com velocidade máxima de 140 km/h. Ainda assim, esta versão do Panamera também é um carro esportivo entre os sedãs de luxo: com tração integral, o modelo da Porsche atinge uma velocidade máxima de 278 km/h e entrega um torque total de 700 Nm desde a imobilidade, sem hesitar. O esportivo híbrido de quatro portas ultrapassa a barreira dos 100 km/h em apenas 4,6 segundos. O torque é transferido para todas as quatro rodas e a suspensão pneumática de três câmaras de série garante um ótimo equilíbrio entre conforto e dinamismo em todas as situações.
 
Novo módulo híbrido e câmbio PDK de oito velocidades com trocas rápidas
Juntamente com o desconector do motor V6 a gasolina, o motor elétrico anuncia a nova geração do módulo híbrido da Porsche. Em contraste com o sistema eletrohidráulico do modelo anterior, o desconector do novo Panamera é acionado eletro-mecanicamente por um atuador elétrico da embreagem (ECA), resultando em tem-pos de resposta ainda mais curtos. 
Como nos outros modelos da segunda geração do Panamera, uma nova transmissão de dupla embreagem Porsche Doppelkupplung (PDK) com oito velocidades extremamente rápida e eficiente nas trocas de marchas, é usada para transmitir a força para as quatro rodas motrizes. Esta transmissão substitui a transmissão automática de oito velocidades com conversor de torque do modelo anterior.
O motor elétrico recebe energia de uma bateria de íons de lítio com refrigeração líquida. Apesar do conteúdo energético da bateria (que fica integrada sob o assoalho do porta-malas) ter sido aumentado de 9,4 para 14,1 kW, seu peso permaneceu o mesmo. A bateria de alta voltagem necessita de apenas 5,8 horas para carregar totalmente, através de uma tomada de 230 V e 10 A. Caso o motorista prefira usar o carregador de bordo opcional de 7,2 kW e uma tomada de 230 V com 32 A, em lugar do carregador de série de 3,6 kW do Panamera, a bateria carrega totalmente em apenas 3,6 horas. O processo de carga também pode ser iniciado com a utilização de um timer através do Porsche Communication Management (PCM – gerenciamento de comunicações) ou do aplicativo Porsche Car Connect** (para smartfones e Apple Watch). Além disso, o Panamera 4 E-Hybrid é equipado de série com ar-condicionado auxiliar para resfriar ou aquecer o compartimento de passageiros durante a carga.

Porsche Advanced Cockpit com mostradores específicos para híbridos
 
Um destaque do Panamera de segunda geração é o display com novo design e conceito de controle na forma do Porsche Advanced Cockpit de série, com painéis sensíveis ao toque e telas configuráveis individualmente. Duas telas com sete polegadas de cada lado do contagiros analógico formam o cockpit interativo e, diferentemente das outras versões da linha de modelos, o Panamera 4 E-Hybrid apresenta um medidor de potência específico para operação híbrida. O princípio operacional intuitivo dos mostradores específicos do modelo híbrido é similar ao usado no superesportivo Porsche 918 Spyder. O medidor de potência fornece dados como a quantidade de energia elétrica utilizada no momento, assim como a que é gerada através de recuperação.
Uma tela de toque de 12,3 polegadas funciona como controle central e display do PCM. O condutor pode acessar diversos itens de informações específicas do modelo híbrido tanto nela, no centro do painel, como no conjunto de instrumentos. Os assistentes de aceleração e híbrido são práticos e interativos. O assistente de aceleração mostra a energia disponível para impulsão, enquanto o assistente híbrido fornece diversos sinais visuais para regular a força de tração elétrica. 
Suprema eficiência no modo “Hybrid Auto”
O pacote Sport Chrono incluindo o controle de modos integrado ao volante é parte do equipamento de série do Panamera 4 E-Hybrid. Este controlador e o Porsche Communication Management são usados para ativar os vários modos de condução. Os modos incluem os conhecidos modos “Sport” e “Sport Plus” presentes nos outros modelos do Panamera equipados com o pacote Sport Chrono. Os modos híbridos exclusivos são o “E-Power”, “Hybrid Auto”, “E-Hold” e “E-Charge”. 
O Panamera 4 E-Hybrid começa sempre a andar no modo “E-Power”. O modo “Hybrid Auto” é um desenvolvimento completamente novo. Quando esse modo é escolhido, o Panamera muda e combina as fontes de força automaticamente para obter o máximo de eficiência.
 
 
O modo “E-Hold” permite que o motorista conserve intencionalmente o nível de carga momentâneo para permitir, por exemplo, trocar para o modo elétrico, com emissão zero, numa zona de proteção ambiental em seu destino. No modo “E-Charge”, a bateria é carregada pelo motor V6. Para isso, o motor a gasolina gera um nível de força maior do que o necessário para andar normalmente. O maior nível de desempenho é disponibilizado pelos modos “Sport” e “Sport Plus”. Nesses modos, o motor V6 biturbo funciona continuamente. No modo “Sport”, a carga da bateria é mantida sempre num nível mínimo para assegurar a permanência de uma reserva de capacidade para impulsão elétrica adicional quando necessária. 
O modo “Sport Plus” é totalmente dedicado à máxima performance e permite ao Panamera alcançar sua velocidade máxima de 278 km/h. Esse modo também recarrega a bateria o mais rapidamente possível com a ajuda do motor V6 biturbo.
O Panamera 4 E-Hybrid já pode ser encomendado na Europa.
Na Alemanha, o preço do Panamera 4 E-Hybrid começa em 107.553 euros, incluindo VAT (imposto de valor adicionado). As primeiras unidades serão entregues na Europa a partir da metade de abril. Em outros continentes, as entregas terão continuidade em 2017. 
A versão híbrida plug-in é o quarto modelo na nova linha do Porsche Panamera. Todos os modelos têm tração integral. A linha consiste do Panamera Turbo (550 cv /404 kW), o Panamera 4S (324 kW/440 hp), o Panamera 4S Diesel** (422 cv /310 kW) e o Panamera 4 E-Hybrid (potência do sistema (462 cv /340 kW). Esses quatro modelos representam uma fusão de carro esportivo com carro de passageiros na forma de um conceito de Gran Turismo, oferecendo uma combinação de dinamismo e conforto única no mundo.
O Panamera 4 E-Hybrid tem previsão de ser comercializado no mercado Brasileiro em 2017. Preços e pacotes locais ainda não foram definidos. 
** Não disponível no Brasil. 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …