Os preços dos combustíveis aceleraram no último ano. O etanol foi o que mais subiu. Com aumento de 30%, o preço médio do litro, no Brasil, passou de R$ 2,06 para R$ 2,68 entre janeiro de 2015 e janeiro de 2016, conforme dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo).
A gasolina disparou 20% em 12 meses. Com isso, os motoristas estão pagando R$ 0,63 a mais pelo litro do combustível neste ano do que pagavam no começo do ano passado. Segundo a ANP, em janeiro de 2015 o valor médio no país estava em R$ 3,03. Neste ano, ficou R$ 3,66. 
Já o diesel aumentou 13%. O normal passou de R$ 2,61 para R$ 2,99 e o S-10 de R$ 2,76 para R$ 3,14.
O presidente da NTC&Logística (Associação Nacional de Transportes de Cargas e Logísticas), José Hélio Fernandes, destaca que isso afeta diversos produtos. E esse cenário é um dos fatores que tem dificultado a vida dos transportadores. “Os custos vêm subindo, é o diesel que não para de subir e ele influencia toda uma cadeia, pneus, lubrificantes… Mas esperamos que esse ano seja um pouco melhor que o ano passado, porque o ano passado foi muito difícil”, diz ele. 
Entre os fatores que explicam os aumentos estão reajustes de preços aplicados pela Petrobrás e aumentos de tributos federais e estaduais cobrados sobre os combustíveis. 
Para consultar os preços por período e estado, acesse: http://www.anp.gov.br/preco/
Fonte: Agência CNT de Notícias
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Mercedes-Benz do Brasil é premiada por iniciativas de diversidade

Seguindo estratégia global da Daimler, Companhia valoriza as diferenças e fortalece a cult…