Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.
Estacionamento rotativo no centro, bicicletas compartilhadas e administração dos terminais de integração e estações de transporte público. Essas são as três áreas aprovadas pelo Conselho Gestor das Parcerias Público Privadas e Concessões para que a  Prefeitura de Teresina faça chamamentos de empresas que possam estudar a viabilidade de implementação dos projetos.
 
De acordo com o presidente do conselho, secretário municipal de Concessões e Parcerias, Erick Amorim, os chamados PMIs (Procedimento de Manifestação de Interesse) são importantes porque permitem observar todos os aspectos referentes à proposta. “Com os estudos em mãos, a Prefeitura poderá definir as melhores propostas”, explica, ressaltando que o Plano Municipal de Parcerias Público Privadas está disponível para consulta pública desde o mês de maio e vem recebendo contribuições. Ao todo, 12 projetos deverão ser trabalhados inicialmente pela Prefeitura de Teresina.
 
Erick informa que, este mês, a Prefeitura de Teresina lança o chamamento para que empresas manifestem o interesse em fazer estudos sobre as vagas de estacionamento rotativo no centro da capital. A situação atual dificulta o acesso das pessoas e vem tornando o trânsito cada vez mais caótico. O objetivo é propor um ordenamento do tráfego, proporcionando principalmente o aumento no número de vagas e permitindo o uso compartilhado do espaço público.
 
O secretário ressalta que Teresina é a única capital do Nordeste que ainda não possui um sistema ordenado de estacionamento rotativo em áreas de grande tráfego. “Com esse estudo em mãos, a Prefeitura decidirá se adota ou não o modelo proposto. Ele deverá prever quais ruas poderão ser utilizadas para estacionamento, a quantidade de horas de permanência dos veículos em cada uma delas e valores que serão cobrados. Esse ordenamento é necessário para harmonizar o tráfego de veículos com a nova proposta de mobilidade urbana que está sendo adotada pela cidade e também com o projeto de revitalização do centro, que está sendo implementado”, afirma.
 
Sobre as bicicletas compartilhadas, ele diz que o sistema já um sucesso nas grandes cidades para ampliar o uso de bicicletas na cidade. A idéia é oferecer aos moradores, turistas e trabalhadores um meio de transporte para que possam se locomover pela cidade a um custo baixo, evitando o uso de carros e sem a necessidade de comprar uma bicicleta. Atualmente, existem cerca de 850 sistemas de compartilhamento de bicicletas no mundo.
 
Outro PMI lançado é para a manutenção dos oito terminais de integração e 61 estações de transbordo que estão sendo construídos para servir ao novo sistema de mobilidade urbana.  O diretor técnico da Secretaria de Concessões e Parcerias, Sérgio Tajra, informa que a Prefeitura está estabeleceu um cronograma para o lançamento das propostas. “Será uma concessão administrativa que vai trazer melhorias para os usuários, como wi-fi grátis, ar condicionado e melhor manutenção dos espaços”, adianta.
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Jeep B-Ute é exemplo de parceria com Mopar

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.Conceito funcional mostra como se…