Discutir a necessidade da realização de blitzen para inibir a prática ilegal do exercício da profissão de mototaxista. Esse foi objetivo da reunião que aconteceu na manhã de hoje (11), na sede Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans). O encontro contou com a participação do comandante da Companhia Independente de Trânsito (Ciptran), major Lucena.
 
De acordo com o diretor de Operação e Fiscalização da Strans, coronel Hudson Lima, a fiscalização será feita de forma mais intensa a fim de coibir a ação dos mototaxistas clandestinos. “A nossa intenção é inibir a prática ilegal da profissão. Com isso estaremos protegendo os usuários, pois somente os mototaxistas  cadastrados na Strans estão preparados para prestar o serviço”, destacou.
 
O diretor enfatizou ainda que é necessário que a população ajude nesse trabalho de fiscalização. “As pessoas que utilizam esse tipo de serviço devem sempre procurar o mototaxista regularizado, pois ele poderá prestar um serviço com mais segurança e, o que é mais importante, um serviço legalizado”, alertou.
 
Os agentes da Strans estarão trabalhando em parceria com a Ciptran, ação firmada por meio de convênio com o Governo do Estado.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Vendas da FCA crescem mais do que a indústria em 2018

Pelo terceiro ano consecutivo, a marca Jeep encerrou 2018 na liderança do mercado brasilei…