Iniciada na última sexta-feira (09) com fim à meia-noite desta quarta-feira (14), a Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi estruturada com reforço de policiamento em trechos e horários críticos nas rodovias federais, isto é, o policiamento foi direcionado para os locais e horários de maior incidência de acidentes e de flagrantes de condutas irregulares.
Com a fiscalização focadas nas principais condutas irregulares e associadas com maior número de acidentes – ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, mistura álcool e direção, falta de equipamentos de segurança – as equipes da Polícia Rodoviária Federal fiscalizaram até meia-noite da terça-feira (13), 144 mil veículos, autuando 1.497 motoristas por embriaguez ao volante, número 22% menor do que no mesmo período do ano passado, onde foram flagrados 1.914 motoristas embriagados até a terça-feira de Carnaval.
Outro comportamento perigoso para os que estão nas rodovias e que ainda persiste é a ultrapassagem irregular, quer seja em locais proibidos ou em situações que não há possibilidades de ultrapassagem segura: até meia-noite de ontem, 13, foram 8.109 autuações por ultrapassagens irregulares, número 17% menor do que ano passado – 9.782 autuações em 2017 – mas que ainda mostra uma frequência muito grande de um comportamento que pode definir a ocorrência de um dos acidentes mais letais, que é a colisão frontal.
Até o momento a PRF registrou 249 acidentes graves, 87 óbitos em decorrência de acidentes de trânsito, números menores do que os do ano passado, onde foram registrados 309 acidentes graves e 131 óbitos.
Com a Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal continuando até a meia-noite desta quarta-feira (14), e com muitos dos motoristas ainda em deslocamento pelas rodovias federais no retorno para casa, é importante lembrar das dicas para uma viagem mais segura:

Planejamento da viagem – O motorista deve se informar sobre as distâncias que vai percorrer, condições do tempo, pontos de parada, existência de postos de combustíveis e de restaurantes à beira da estrada. Não esquecer documentação pessoal e do veículo.
Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Faróis acesos para ver e ser visto; pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo;
Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora;
Previsão do tempo – Procurar se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o clima no endereço www.inmet.gov.br;
Atenção redobrada – Observar as placas que indicam os limites de velocidade e as condições de ultrapassagem. Elas não foram colocadas naquele ponto da estrada sem motivo. Nos trechos em obras, o motorista deve reduzir a velocidade e obedecer a sinalização local.
 
Descanso – Durma bem antes de qualquer viagem de automóvel. O sono e o cansaço são grandes inimigos de uma viagem segura.
Cinto de segurança – Use sempre o cinto de segurança, este equipamento é obrigatório para todos os ocupantes do veículo.
Em caso de emergência, ligue 191.
O balanço final da Operação Carnaval será divulgado nesta quinta-feira (15), após às 14h.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Volkswagen é a marca com maior crescimento em 2018

O volume de vendas aumentou 35% em relação a 2017, mais que o dobro do mercado, que cresce…