Junho registra 385,7 mil veículos –entre autos leves, motos e caminhões novos e usados –vendidos a crédito, menor marca para o mês desde o início da série histórica

As vendas financiadas de veículos em junho de 2020 somaram 385,7 mil unidades, entre novas e usadas, incluindo autos leves, motos e pesados. Esse número representa uma queda de -14,7% em relação a junho de 2019 e engloba veículos novos e usados – incluindo motos, autos leves e pesados – em todo o País.

Na comparação com maio de 2020, quando foram financiadas 385,7 mil unidades, os dados indicam uma recuperação de 43,9% em junho.

O acumulado do ano, no entanto, registra 20,2% de queda nas vendas a crédito, com 2,29 milhões de financiamentos no primeiro semestre de 2020 contra 2,87 milhões no mesmo período de 2019.

Os números são da B3, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), a maior base privada do País, que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil.

Entre os automóveis leves, as vendas a crédito de zero quilômetro atingiram 67,4 mil unidades em junho de 2020, queda de 36,1% sobre junho de 2019; já as vendas financiadas de leves usados registraram queda de -5,2% na mesma base de comparação e somaram 241,6 mil unidades.

O volume de financiamentos de veículos – incluindo autos leves, motos e pesados, novos e usados – realizados em junho foi o menor para o mês desde o início da série histórica, em 2014

O CDC continua sendo a categoria de financiamento mais utilizada pelos consumidores, com 86,6% de participação. O Consórcio segue com participação estável entre as modalidades de financiamento, com share de 12,5% na preferência dos consumidores em junho.

Em relação a faixa de uso, entre todos os autos leves comercializados a crédito em junho de 2020, 67.477 são zero quilômetro, 56.309 têm até três anos de uso e 108.064 de unidades somam entre quatro e oito anos de uso.

O prazo de financiamentos para automóveis leves aumentou em relação a junho de 2019, para 42,7 meses. O maior prazo para créd ito foi observado entre os autos usados entre 4 e 8 anos de uso, com 45,9 meses.

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Nissan comemora 20 anos de uma história de sucesso no Brasil

Da importação de carros à fabricante nacional de automóveis, marca consolida sua presença …