Os modelos zero emissão da Renault contribuíram significativamente para que o Projeto Curitiba Ecoelétrico evitasse a emissão de 6,6 toneladas de dióxido de carbono (CO²) na atmosfera. O projeto, que está completando um ano e faz parte do Programa de Mobilidade Urbana Sustentável da capital paranaense, é resultado de uma parceria entre Prefeitura de Curitiba, Renault do Brasil, Itaipu Binacional e CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel) de Portugal, e utiliza a maior frota pública de veículos Renault Zero Emissão 100% elétricos do País.
Segundo dados da prefeitura de Curitiba, a frota de veículos elétricos Renault (5 unidades do Zoe, 3 do Kangoo Z.E e 2 do Twizy) do Projeto Ecoelétrico percorreu um total de 53 mil quilômetros desde o seu lançamento, em junho do ano passado, e, além de evitar a emissão de CO2 (6,6 ton.), gerou uma economia equivalente a 5,3 mil litros de combustível, ou 33 barris de petróleo.
 
O Projeto Ecoelétrico é a primeira e maior parceria do País envolvendo utilização de veículos 100% elétricos no serviço público. Para a coordenadora do projeto, a vice-prefeita e Secretária do Trabalho e Emprego, Mirian Gonçalves, o Ecoelétrico ganhou uma dimensão internacional ao ser apresentado como um caso de sucesso durante a Conferência Climática da ONU, COP 20, realizada no ano passado, no Peru.
Os 10 veículos Renault  Zero Emissão atendem à Secretaria Municipal de Trânsito (Setran), Guarda Municipal, Instituto Curitiba de Turismo e Departamento de Proteção Animal, da Secretaria de Meio Ambiente. “A Renault é uma referência mundial em soluções em mobilidade urbana 100% limpa, e para nós é gratificante fazer parte desse projeto em que o carro faz parte dessas soluções”, destaca Caíque Ferreira, Diretor de Comunicação da Renault.
MOBILIDADE URBANA ZERO EMISSÃO
A Renault participa de outros importantes projetos de mobilidade urbana 100% elétrica em curso no País, através de parcerias com instituições como a Itaipu Binacional, CEIIA (Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel), de Portugal, CPFL Energia (Companhia Paulista de Força e Luz), Prefeitura Municipal de Curitiba, Governo do Distrito Federal, CEB (Companhia Energética de Brasília), e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento / ONU – PNUD.
Além de veículos cedidos em comodato para experimentos, a Renault já comercializou mais de 70 unidades da sua gama Z.E. (Zero Emissão) no Brasil, todas junto a instituições e empresas que desenvolvem projetos voltados ao uso e disseminação dessa tecnologia no País.
 
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

Tecnologia criada por mães engenheiras aumenta segurança nos veículos Nissan

Um dos destaques do Novo Nissan Versa, o Alerta de Objetos no Banco Traseiro (Rear Door Al…