Dados do relatório do primeiro trimestre de 2014  do Projeto Vida no Trânsito confirmam que houve uma redução do número total de vítimas, passando de 1.727 (1º trimestre de 2013) para 1.628 (1º trimestre de 2014). Entretanto, o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito aumentou  41,4%.
 
De acordo com a gerente de Educação de Trânsito da Strans, Samyra Motta, apesar de ter reduzido a quantidade de acidentes de trânsito, o índice de vítima fatal aumentou, o que mostra que estão acontecendo acidentes mais graves. “O excesso de velocidade é indicado como o fator que tem contribuído bastante para o aumento da gravidade dos acidentes de trânsito em Teresina”, acrescentou.
 
Samyra explica que a velocidade acima do permitido na via pública diminui o tempo de reação do condutor; com isso, o acidente de trânsito é praticamente inevitável. “Excesso de velocidade tem provocando acidentes graves  e vitimado um maior número de pessoas”, complementou.
 
Os motoristas do sexo masculino representam 90,2% das vítimas fatais e 85,5% das vítimas graves. No que diz respeito à faixa etária, eles têm idade entre 18 e 45 anos, com destaque para a faixa de 26 a 35 anos, que são os mais graves e correspondem  a 37,6%. “Apesar do aumento na gravidade dos acidentes, a redução nos números de vítimas  ainda é motivo para comemorar”, disse.
 
A gerente ressalta ainda que os números mostram que o comportamento errado  é o principal  motivo para os acidentes. “Precisamos mudar conduta desse motorista que está a cada dia se arriscando mais desenvolvendo altas velocidades. É necessário respeitar os limites de velocidade das vias, pois assim iremos diminuir a gravidade dos acidentes”, finalizou.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

 

 
Dados do relatório do primeiro trimestre de 2014  do Projeto Vida no Trânsito confirmam que houve uma redução do número total de vítimas, passando de 1.727 (1º trimestre de 2013) para 1.628 (1º trimestre de 2014). Entretanto, o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito aumentou  41,4%.
 
De acordo com a gerente de Educação de Trânsito da Strans, Samyra Motta, apesar de ter reduzido a quantidade de acidentes de trânsito, o índice de vítima fatal aumentou, o que mostra que estão acontecendo acidentes mais graves. “O excesso de velocidade é indicado como o fator que tem contribuído bastante para o aumento da gravidade dos acidentes de trânsito em Teresina”, acrescentou.
 
Samyra explica que a velocidade acima do permitido na via pública diminui o tempo de reação do condutor; com isso, o acidente de trânsito é praticamente inevitável. “Excesso de velocidade tem provocando acidentes graves  e vitimado um maior número de pessoas”, complementou.
 
Os motoristas do sexo masculino representam 90,2% das vítimas fatais e 85,5% das vítimas graves. No que diz respeito à faixa etária, eles têm idade entre 18 e 45 anos, com destaque para a faixa de 26 a 35 anos, que são os mais graves e correspondem  a 37,6%. “Apesar do aumento na gravidade dos acidentes, a redução nos números de vítimas  ainda é motivo para comemorar”, disse.
 
A gerente ressalta ainda que os números mostram que o comportamento errado  é o principal  motivo para os acidentes. “Precisamos mudar conduta desse motorista que está a cada dia se arriscando mais desenvolvendo altas velocidades. É necessário respeitar os limites de velocidade das vias, pois assim iremos diminuir a gravidade dos acidentes”, finalizou.
Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

No Dia da Árvore, Ford reforça seu compromisso com a preservação ambiental

Tratamento ecológico na Fábrica de Camaçari, que mantém 2,4 milhões de m² de áreas verdes …