Com 31 carros no grid de largada, competição consolida-se como a segunda maior entre todas as homologadas pela Confederação Brasileira da Automobilismo (CBA)

Terminou no último domingo (8), a última etapa da Copa HB20 2019, em Interlagos, que coroou Raphael Abbate e Luciano Viscardi como os grandes vencedores do ano.

A primeira temporada da história não podia acabar de forma mais espetacular. Não bastaram os títulos das divisões Pro e Super ainda estarem em aberto, o Templo do Automobilismo viu uma programação diferente com três corridas e o segundo maior grid de largada – com 31 carros – dentre as competições homologadas pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).

Por conta do adiamento da segunda corrida no Velopark (RS), mês passado, o sábado contou com duas largadas. A primeira foi relativa à disputa não realizada no Rio Grande do Sul e seguiu o regulamento como se fosse uma sequência normal de provas: o grid já estava definido e foi o resultado da corrida 1 com os seis primeiros invertendo posições.

Nessa primeira prova, Raphael Abbate levou a melhor pela Pro, com Bruno Testa em segundo e Diego Augusto em terceiro; já na segunda prova, chamada de etapa Sunset, a vitória ficou com Edgar Favarin. Abbate foi o segundo e Breno Borges fechou em terceiro.

Na Super, Luciano Viscardi foi o mais rápido em todos os treinos em Interlagos e confirmou a boa fase ao vencer a primeira prova no sábado. Kleber Eletric e Daniel Nino conquistaram a segunda e terceira colocações, respectivamente. Na etapa Sunset, Eletric foi o vencedor, com Viscardi em segundo e Nino em terceiro.

Com uma grande torcida presente no autódromo, Eletric pode comemorar. “Isso me dá uma força tremenda. Têm muitos amigos, irmãos, família, patrocinadores, colegas do kart e só tenho a agradecer a eles pelo apoio. Hoje é um dos dias mais felizes da minha vida”, vibrou Kleber.

“Para mim está sendo um ano incrível, só tenho que agradecer à Copa HB20, à H.Racing, meus patrocinadores e à Hyundai. Hoje tive um grande dia, venci a primeira prova e terminei a segunda corrida em segundo. Foi mais um grande final de semana nessa temporada”, comentou Raphael Abbate, que garantiu o título da Pro com os resultados do sábado.

Já a prova de encerramento da temporada, no domingo, teve a vitória de Diego Augusto, na classe Pro, seguido por Beto Cavaleiro e Adriano Rabelo. Raphael Abbate cruzou a linha de chegada na quarta posição. Luciano Viscardi venceu a corrida na classe Super e conquistou o título da categoria. Kleber Eletric terminou na segunda posição e ficou com o vice-campeonato. Daniel Nino ficou com a terceira posição, seguido por Keka Teixeira e Edgar Colamarino.

“A primeira temporada da categoria cumpriu seu papel no automobilismo nacional. Revelou novos pilotos, apresentou disputas equilibradas e teve a definição dos campeões apenas na última etapa, mostrando a elevada competitividade da Copa HB20”, afirma Daniel Kelemen, CEO da H.Racing, empresa responsável pela realização da competição.

“Foi um ano incrível para mim. Desde o início do campeonato estamos brigando entre os três primeiros e andando bem. Aqui em Interlagos não foi diferente, terminamos as três corridas no pódio, com vitória, um segundo e um quarto lugar. Estou muito feliz com o desempenho apresentado ao longo do ano e principalmente com o título”, comemorou Abbate, campeão da Pro.

“Essa é uma sensação indescritível. No meu primeiro campeonato no automobilismo, conquistar o título em uma categoria extremamente disputada, com mais de 30 carros no grid, é realmente incrível. Não posso querer mais nada neste ano de estreia”, disse Luciano Viscardi, vencedor da Super.

“Este foi um ano de grandes emoções, no qual pudemos acompanhar a evolução dos pilotos da Copa HB20 e comprovar o quanto a estrutura que montamos foi eficiente e atrativa, possibilitando o crescimento da categoria ao longo da temporada”, completa Kelemen.


Classificação final do campeonato:

Pro:
1. Raphael Abbate – 199 pontos
2. Diego Augusto – 154
3. Edgar Favarin/ Odair dos Santos – 141
4. Adriano Rabelo – 131
5. Roger Sandoval – 81
6. Caito Carvalho – 76
7. Felipe Carvalho – 73
8. Bruno Testa – 57
9. Rogerio Motta – 54
10. Beto Cavaleiro – 52
11. Fernando Jr – 51
12. Vitor Genz – 42
13. Chris/ Lucas Bornemann – 40
14. Pedro Cardoso – 37
15. Beto Monteiro – 34
16. Luiz Sena Jr – 33
17. Pablo Alves – 32
18. Breno Borges – 32
19. Wagner Cardoso – 28
20. Maicon Roncen – 27
21. Marcos Ramos – 24
22. Jorge Martelli – 23
23. Witold Ramasauskas – 20
24. Flavio Andrade – 15
25. Bernardo Freitas – 15
26. Fabio Carvalho – 14
27. Rafael Lopes – 14
28. Giovane Pick – 10
29. Tuca Antoniazzi – 6
30. Betão Fonseca – 4
31. Cesar Fonseca – 4
32. Ike/ Reinaldo Halmenschlager – 3
33. Rafael Iserhard – 0
34. Vinicius Kwong – 0

Super:
1. Luciano Viscardi – 212 pontos
2. Kleber Eletric – 200
3. Daniel Nino – 179
4. Lula Ornelas – 117
5. Edgar Colamarino – 104
6. Marcelo Zebra – 81
7. Eduardo Doriguel – 59
8. Luiz Cordeiro – 55
9. Luiz Henrique Santos – 38
10. Thiago Sansana – 35
11. Keka Teixera – 34
12. Flavio Andrade – 21
13. Antonio Junqueira – 20
14. R. Molly/ R. Maeda – 7
15. Matheus Biriba – 6
16. Paulo Totaro – 4
17. Edson Reis – 4
18. Francisco Marques – 0

Artigos Relacionados
Leia mais em Notícias
Comentários estão fechados

Veja também

FCA apoia ações de combate à Covid-19 no Brasil

FCA mobiliza expertise e estrutura industrial em programa de suporte no combate à Covid-19…